fbpx

Evite esses 9 erros de iniciantes nos concursos

É normal que os iniciantes nos concursos cometam uma série de erros típicos de quem está começando algo.

Esperar o edital sair para dar início aos estudos, não praticar com questões, pular as revisões e não ter um planejamento de estudos próprio são apenas alguns deles.

Nós sempre damos dicas de como dar os primeiros passos nos estudos. Porém, neste post faremos diferente: falaremos sobre quais são os erros de iniciantes nos concursos que você deve evitar.

Assim, logo no começo, em vez de aprender da forma mais dura, você poderá já adequar a sua preparação às suas necessidades e, assim, acelerar a sua aprovação logo de cara!

iniciantes nos concursos

Iniciantes nos concursos precisam evitar erros, como esperar o edital sair para só então começar a estudar (Foto: Freepik)

1# Esperar o edital sair para só então começar a estudar

Provavelmente o erro mais clássico dos iniciantes nos concursos é esperar o edital sair para começar a estudar.

O problema é que, diferente da época da escola ou da faculdade, em que era possível estudar na véspera, isso não é possível no caso dos concursos.

Na maior parte dos casos, são muitas matérias com conteúdo muito extenso para dar conta em apenas alguns meses antes da prova.

A dica é sempre utilizar o edital anterior do concurso em questão como referência. Assim, quando o novo sair, basta fazer as devidas adaptações.

Só para ilustrar o que estamos falando. No concurso de 2021 da PRF, foram 14 disciplinas, com dois meses entre a divulgação do edital e a prova.

Apesar da grande maioria dos concursos não ter 14 disciplinas, pense em estudar cinco, sete ou até mesmo dez matérias em 60 dias só? Estudar a teoria, fazer questões e revisar, tudo isso é muito para fazer em tão pouco tempo.

2# Estudar para todos os editais que são divulgados

Se por um lado há quem queira deixar para estudar na véspera, por outro, há aquelas pessoas que querem estudar para todos os editais que saem.

Mas, assim como na vida, nos concursos também não dá para abraçar o mundo. Ou, aqui no caso, todo edital que sai.

O foco é fundamental nos estudos para concurso. Por isso, escolha sempre uma área de concursos para direcionar os seus estudos ou, se for o caso, um concurso específico.

Conforme os editais saírem, basta fazer as mudanças necessárias para direcionar a preparação para aquele concurso mais próximo.

Se você estiver estudando para um determinado órgão, em vez de uma área no geral, a dica é a mesma. Se surgirem outros concursos parecidos, por que não dar uma leve adaptada para aproveitar a oportunidade?

3# Ficar por horas e horas só lendo a teoria ou assistindo aula

Estudar para concurso não é como assistir uma série ou um filme ou ler um livro por lazer. Não adianta ficar parado de mãos abanando, pois este não é um momento de descanso.

Para um aprendizado mais efetivo, é necessário um estudo ativo.

Ou seja, enquanto estiver assistindo uma videoaula, anote as partes mais importantes do que o professor estiver falando, faça grifos nos PDFs ou anotações em torno da lei seca, por exemplo.

Dessa forma, mantendo-se em atividade, o seu cérebro absorverá o conteúdo com muito mais facilidade. Somado a isso, esse material ainda servirá para futuras revisões

> Confira mais dicas de como se preparar para concurso

4# Não ter um planejamento para estudar

Não dá para estudar só quando dá vontade ou quando sobra um tempo no dia. Da mesma maneira que em um trabalho, é preciso ter um planejamento para seguir diariamente.

Para isso, avalie todas as atividades da sua rotina, procurando espaços para encaixar o estudo. Mantenha as partes essenciais do seu dia a dia, como trabalho e cuidados da casa e com os filhos, mas cheque também se há algumas que podem ser sacrificadas em prol dos estudos.

Com esse registro em mãos, procure quais são as matérias que você precisa estudar. Em seguida, monte um ciclo de estudos e o seu planejamento semanal com base na sua disponibilidade.

Lembrando que esse plano pode e deve ser revisitado, sofrendo possíveis alterações para se adequar melhor ao que está funcionando ou não.

Também é válido ressaltar que ter boas horas de sono, fazer exercícios físicos e ter uma boa alimentação não são atividades dispensáveis, mas sim hábitos que contribuem para sua saúde e, consequentemente, o seu aprendizado.

Portanto, principalmente em uma preparação de médio à longo prazo, não abra mão deles. Uma coisa é deixar de ir em festas, um barzinho ou outros compromissos que são adiáveis. Outra é a sua saúde, certo?

5# Não ter um cantinho, ainda que seja improvisado

É muito comum que quem está estudando improvise os locais que têm disponíveis em determinados momentos para estudar, como em uma viagem de ônibus indo ou voltando do trabalho ou à mesa no horário de almoço.

Ainda assim, é essencial ter um espaço em casa reservado para os estudos.

Não precisa ser nada muito elaborado. Basta pegar um cantinho com razoável conforto, em que você tenha tranquilidade para fazer um estudo mais direcionado e focado.

Procure um local fresco, com boa iluminação e o mais silencioso que você conseguir (usar fones de ouvido pode ajudar a amenizar o barulho).

Ah, muito importante também ser um espaço organizado, sem muitos objetos ou coisas que vão tirar sua atenção.

Em suma, esse comportamento já direciona o seu cérebro para entender que aquele é o momento da sua preparação.

6# Não fazer questões

Esse aqui é um dos maiores erros dos iniciantes nos concursos. Afinal, lembre-se que a sua prova consistirá justamente em resolver questões.

Portanto, além do estudo da teoria, é necessário colocar em prática a teoria. E nada melhor do que as questões de concurso para esse teste!

Procure sempre as provas anteriores para o órgão para o qual você está estudando. Se o seu concurso já tiver banca, vale também fazer questões anteriores dela, para entender o estilo de cobrança.

7# Não revisar

Outro erro também muito comum nos estudos para concurso é não fazer revisões constantes.

Por grande parte dos futuros servidores terem um tempo escasso para estudar, há quem acredite que seja perda de tempo rever uma matéria já estudada em vez de passar para um conteúdo novo. Só que não é.

Segundo o filósofo alemão Hermann Ebbinghaus, a Teoria da Curva do Esquecimento é uma representação gráfica de como a memória e a retenção de informações pelo cérebro funcionam.

Resumidamente, essa teoria diz que:

  • Em 20 minutos, você esquece 42% do que aprendeu
  • Depois de uma hora, esquece 56%
  • Em 30 dias, já se foram cerca de 80% dos conhecimentos que você adquiriu

Ou seja, se você não revisar, acabará esquecendo a maior parte do que estudou. E de que adianta tanto esforço em vão?

A revisão é aquele momento de pegar o material que você produziu durante o primeiro contato com a matéria e revisá-lo.

Depois de revolver questões, será mais fácil identificar os assuntos que mais caem e incluí-los no seu resumo também, para a revisão.

Algumas formas de fazer revisão são através de:

  • Mapas mentais
  • Flashcards
  • Resumos tradicionais ou em tópicos
  • Fichamentos
  • Questões e simulados
  • Áudios
  • Ensinar para outra pessoa

8# Não fazer seu próprio material de estudo

Diversos lugares vendem resumos ou até mesmo materiais gratuitos prontos voltados para uma determinada matéria de concurso. E não é que você não possa utilizá-los.

A questão é que seu estudo será muito mais eficiente se você também produzir os seus próprios materiais. Enquanto você for iniciante nos concurso, vale usar para aprender como o material é feito.

Mas, o ideal é que você produza o seu. Ao escrever nas suas próprias palavras o que o professor explica ou vem no PDF, você já terá maior compreensão e absorverá mais o conteúdo.

Em suma, assim como no caso da resolução de questão, a sua prova também consiste nisso: expressar o seu entendimento da matéria para que a banca possa avaliar se você está apto ou não a passar no concurso ou na próxima etapa.

9# Copiar o plano de estudos de outras pessoas

Lembra do que falamos sobre avaliar a própria rotina? Essa etapa é muito importante justamente para entender quais são os seus melhores horários e, dessa forma, montar seu planejamento de estudos.

Por esse motivo, não é eficaz copiar o plano de outra pessoa. Por mais que seja possível encontrar alguns prontos na Internet ou para comprar, é melhor que a produção do material seja sua.

Afinal, quem poderia entender melhor sua rotina e suas necessidades?

Agora que você já conhece os principais erros de iniciantes nos concursos, vamos fugir deles?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *