fbpx

Carreira Militar: como ingressar no Exército Brasileiro

Compartilhe o conteúdo

Você sabe como ingressar no Exército Brasileiro? Além dos colégios militares para alunos de níveis fundamental e médio (que não tornam o aluno militar, apenas forma até o Ensino Médio), existem duas possibilidades de ingresso:

  • Militar de carreira, por meio de aprovação em concurso público nacional.
  • Militar temporário, via seleção em âmbito regional.

Vale destacar também que há o alistamento obrigatório na Junta de Serviço Militar para homens que completam 18 anos.

Nesse post, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre como fazer parte do braço terrestre das Forças Armadas Brasileiras e as formas de ingresso no Exército.

Alistamento obrigatório brasileiro

exército

Muitos jovens sonham em fazer parte do Exército Brasileiro (Foto: Divulgação)

O alistamento obrigatório na Junta de Serviço Militar, para homens que completam 18 anos, é um dos meios mais conhecidos para seguir uma carreira militar.

Nesse caso, é preciso se apresentar no primeiro semestre do ano em que o cidadão completa a idade.

Remuneração: soldo, adicionais, gratificações e descontos obrigatórios.

Desde janeiro de 2019, os soldos para aspirante a oficial e 3° sargento passaram a ser de R$6.993 e R$3.825, respectivamente.

Para saber mais é só entrar no site da Diretoria de serviço Militar.

Como ingressar no Exército: colégio militar

Exército

Muitas escolas são responsáveis pela formação de jovens (Foto: Divulgação)

Os Colégios Militares representam uma forma de ingresso para obter acesso ao sistema de ensino do Exército, e segue a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN).

Ao todo, pelo país, existem 13 colégios:

  • Colégio Militar de Belém (CMBel) – Belém/PA
  • Colégio Militar de Belo Horizonte (CMBH)
  • Colégio Militar de Brasília (CMB)
  • Colégio Militar de Campo Grande (CMCG)
  • Colégio Militar de Curitiba (CMC)
  • Colégio Militar de Fortaleza (CMF)
  • Colégio Militar de Juiz de Fora (CMJF)
  • Colégio Militar de Manaus (CMM)
  • Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA)
  • Colégio Militar de Recife (CMR)
  • Colégio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ)
  • Colégio Militar de Salvador (CMS)
  • Colégio Militar de Santa Maria (CMSM)

Os Colégios Militares oferecem o ensino fundamental (6ª ano até 9ª ano) e o ensino médio.

Formas de ingresso: por meio de concurso público e por amparo regulamentar.

Os concursos são realizados anualmente. Os interessados podem ingressar para o 6ª ano do ensino fundamental ou para a 1ª série do ensino médio.

Em relação ao ingresso por amparo, especificado em regulamento, destina-se a atender os dependentes de militares, que sofrem os reflexos das obrigações profissionais dos pais em razão das peculiaridades da carreira.

Saiba mais sobre os Colégios Militares no portal do Exército Brasileiro.

Concursos para professor nos colégios militares

O último concurso divulgado no site da Folha Dirigida para os colégios militares do Exército foi em 2013. Na ocasião, o concurso visou preencher 101 vagas no magistério, em vários estados.

Remuneração: os vencimentos na época podiam chegar a R$8.422,77.

Inscrição: Para fazer o cadastro o professor teve que acessar o site do colégio no qual desejasse ingressar.

Fases de admissão:

  • Prova escrita (peso 2)
  • Didática (peso 2)
  • Títulos (peso 1)

A primeira avaliação conteve as disciplinas de Língua Portuguesa Instrumental (30 questões objetivas) e Conhecimentos Específicos (70 questões objetivas, discursivas e/ou gráficas).

Foram habilitados para outras fases aqueles que acertaram, no mínimo,18 questões de Língua Portuguesa Instrumental e 42 de Conhecimentos Específicos.

Como ingressar no Exército: militar temporário

Exército

É possível fazer parte do Exército como Militar Temporário (Foto: Divulgação)

Para oficial temporário do Exército Brasileiro, o ingresso se dá por meio do Estágio de Serviço Técnico (EST) ou Estágio de Adaptação e Serviço (EAS).

Já para sargento, é por meio de Estágio de Serviço Técnico e do processo seletivo para Estágio Básico de Sargento Temporário (EBST).

Duração: o limite de permanência é de 8 anos.

Requisitos: altura de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres; ser brasileiro nato, no caso de oficiais; ser brasileiro nato ou naturalizado, no caso de praças.

A entrada como militar temporário acontece por meio de seleções regionais. São 12 regiões do Exército que englobam todos os estados brasileiros e o Distrito Federal.

As possibilidades de ingresso são por meio das seguintes opções:

Oficial Médico / Farmacêutico / Dentista / Veterinário (MFDV)

Médicos, farmacêuticos, dentistas e veterinários já formados, bem como graduandos do último semestre desses cursos, têm condições especiais de alistamento e prestação do Serviço Militar.

Requisitos: escolaridade de nível superior em Medicina, Farmácia, Odontologia e veterinária; sexo masculino ou feminino; idade conforme edital.

Oficial Técnico Temporário (OTT)

Para ingressar como OTT é preciso ter diploma de nível superior das áreas de interesse do Exército Brasileiro. O Estágio de Serviço Técnico (EST) é uma das formas de ingresso no Serviço Técnico Temporário (SvTT) como oficial.

Diante da necessidade de preencher as vagas funcionais existentes no nível Superior, foi criado o Quadro de Oficial Técnico Temporário.

O Oficial Técnico Temporário é o militar cuja permanência não é definitiva, a convocação é feita por um período de 12 meses, podendo obter prorrogações sucessivas até no máximo 8 anos.

Requisitos: ambos os sexos e a idade é conforme o edital.

Sargento Técnico Temporário (STT)

O Estágio Básico de Sargento Temporário (EBST), modalidade de ingresso no Serviço Técnico Temporário (SvTT) como Sargento, destina-se a preencher, em tempo de paz, as vagas de Terceiros-Sargentos não ocupadas por Sargentos de Carreira.

O objetivo é o aproveitamento de profissionais voluntários, no serviço ativo da Força Terrestre, em caráter temporário.

Requisitos: escolaridade de nível médio e curso técnico; sexo masculino ou feminino; idade conforme edital.

Cabo Especialista Temporário (EBCT)

O Serviço Técnico Temporário (SvTT) é realizado sob a forma de Estágio Básico de Cabo Temporário (EBCT).

Nesse período, os candidatos adaptam-se à vida militar e comprovam seus méritos para obtenção de possíveis prorrogações de tempo de serviço.

Público alvo: homens reservistas, dispensados de incorporação e pelo segmento feminino, possuidores de habilitações profissionais de interesse do Exército e que tenha concluído, no mínimo, o Ensino Fundamental até a data da inscrição.

Requisitos: escolaridade de nível fundamental e curso técnico ou profissionalizante; sexo masculino ou feminino; idade conforme edital

Como ingressar no Exército: militar de carreira

exército3

Anualmente há uma série de avaliações para ingresso ao Exército (Foto: Divulgação)

No caso dos concursos nacionais, o ingresso pode acontecer por meio de várias escolas, de acordo com o nível de escolaridade, a faixa etária, o sexo e o cargo almejado.

Os principais requisitos, além da aprovação no concurso, são: altura de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres; ser brasileiro nato, no caso de oficiais; ser brasileiro nato ou naturalizado, no caso de praças.

Para ser oficial, a entrada no Exército Brasileiro pode acontecer por meio de concurso para as seguintes escolas:

Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx)

A Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), localizada na cidade de Campinas (SP), é o estabelecimento de ensino militar do Exército responsável por selecionar e preparar os jovens para o ingresso na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN).

O ingresso na EsPCEx se dá por meio de concurso público, realizado anualmente.

Duração: um ano (após esse período, o ingressante é encaminhado à AMAN na condição de aspirante)

Requisitos: ser brasileiro nato, do sexo masculino; ter concluído a 3ª série do Ensino Médio; ter idade dentro dos limites estabelecidos no Edital do Concurso; ter sido julgado, em inspeção de saúde, “apto para o serviço ativo do Exército”; estar em dia com suas obrigações perante o Serviço Militar e a Justiça Eleitoral; possuir aptidão física e idoneidade moral.

O edital do concurso, publicado em Diário Oficial, traz as várias premissas que devem ser atendidas pelos candidatos e que podem ser atualizadas a cada ano.

Instituto Militar de Engenharia (IME)

O Instituto Militar de Engenharia (IME) fica localizado no Rio de Janeiro (RJ) e é um estabelecimento de ensino do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT).

O instituto é responsável, no âmbito do Exército Brasileiro, pelo ensino superior de Engenharia e pela pesquisa básica. Lá são ministrados cursos de graduação, pós-graduação e extensão universitária para militares e civis.

Insere-se no Sistema de Ciência e Tecnologia do Exército, cooperando com os demais órgãos, por meio da prestação de serviços e pela execução de atividades de natureza técnico-científicas.

Requisitos: nível médio ou formação em Engenharia; sexo feminino e masculino; idade entre 15 e 21 anos

Outras formas de ingresso no Exército Brasileiro:

Escola de Formação Complementar do Exército (Esfcex)

  • Escolaridade: nível superior nas áreas divulgadas em edital
  • Sexo: feminino e masculino
  • Idade: a partir 35 anos
  • Local: Salvador (BA)

Escola de Saúde do Exército (Essex) Escolaridade

  • Escolaridade: nível superior em Medicina, Farmácia ou Odontologia
  • Sexo: feminino e masculino
  • Idade: a partir de 35 anos
  • Local: Rio de Janeiro (RJ)

Para ser sargento de carreira do Exército Brasileiro, é preciso ser aprovado no concurso para uma das seguintes escolas:

Escola de Sargentos das Armas (ESA)

  • Escolaridade: nível médio completo ou cursando o 3º ano
  • Sexo: masculino
  • Idade: entre 16 e 23 anos
  • Local: Três Corações (MG)

Escola de Sargentos de Logística (Eslog)

  • Escolaridade: nível médio ou cursando o 3º ano (curso técnico ou ser músico no caso de vagas da Saúde e Música, respectivamente)
  • Sexo: ambos os sexos para as áreas da Saúde e Música, e apenas para o sexo masculino no caso de Combatentes, Logística-Técnica e Aviação
  • Idade: entre 16 e 23 anos
  • Local: Rio de Janeiro (RJ)

Centro de Instrução de Aviação do Exército (Ciavex)

  • Escolaridade: nível médio
  • Sexo: masculino
  • Local: Taubaté (SP)

Curso de Formação de Oficiais do Quadro de Engenheiros Militares

Para Engenheiros já formados em instituições civis.

  • Escolaridade: é preciso ter curso superior na área de Engenharia Civil.
  • Sexo: masculino ou feminino
  • Idade: conforme o edital

Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *