fbpx

Guia de estudos para as principais matérias do concurso TJ-RJ

Compartilhe o conteúdo

O concurso para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro promete ser concorrido. Mas os candidatos ganharam mais algum tempo para estudar com o programa oficial em mãos.

Agora, resta maratonar a teoria, as questões e as lives (dos professores) para não perder mais nenhum conteúdo.

💻 Já conferiu o Especial TJ-RJ no YouTube da Folha Dirigida?

Aqui no Blog da Folha Dirigida, vamos às dicas para a prova, com as orientações dos professores do curso Alfacon. Você está pronto para dar um gás no seu estudo?

Já começou seu planejamento para o concurso do TJ-RJ? Saiba agora como fazer! 👇
Smart Planner TJ RJ

Como funciona o concurso do TJ-RJ 2020?

O concurso TJ-RJ 2020 é organizado pelo Cebraspe (antigo Cespe). O formato do concurso é composto por provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos.

Para os cargos de nível superior, também é aplicada, no mesmo dia, prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório (estudo de caso, da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas – específicos de cada especialidade).

No dois níveis, as avaliações objetivas serão compostas por questões de múltipla escolha com cinco opções (A, B, C, D e E). Essa prova não seguirá aquele modelo tão conhecido de Certo e Errado.

As provas objetivas terão 60 questões, sendo 20 de Conhecimentos Gerais e 40 de Conhecimentos Específicos.

O valor total do exame é de 60 pontos, sendo habilitado quem obtiver o mínimo de 10 pontos em Conhecimentos Gerais e 20 em Conhecimentos Específicos.

Como estudar para o concurso TJ-RJ 2020?

Para ajudar os candidatos ao concurso do TJ-RJ, professores do curso Alfacon compartilharam dicas essenciais com os leitores do Blog da Folha Dirigida.

Quais matérias que você vai ver por aqui:

Língua Portuguesa para o TJ-RJ

O professor Alexandre Soares explica alguns pontos que precisamos ter atenção maior na hora de estudar a disciplina de Língua Portuguesa para o concurso.

Por exemplo, priorizar a parte de sintaxe no seu estudo. A justificativa é o fato do Cebraspe preferir a sintaxe à morfologia em suas avaliações.

Na sintaxe, o estudante deve priorizar regência, crase, pontuação, classificação das orações (sentido representado pelo conectivo) e colocação dos pronomes oblíquos átonos.

Na morfologia, atenção aos verbos e pronomes, principalmente o pronome relativo.

Pratique com questões de Língua Portuguesa que já caíram na prova do TJ-RJ

A melhor forma de estudar Português?

O professor recomenda que os alunos busquem estudar por meio de muitas questões. Segundo Alexandre Soares, você não pode deixar de ter conhecimento da teoria, mas a aplicação teórica nos exercícios é o que fará o candidato chegar à aprovação.

portugues tj rj

Legislação Especial para o TJ-RJ

A professora de Legislação Especial Raquel Tinoco destaca que muitas pessoas estão com dificuldade para manter o foco nos estudos durante a pandemia, mesmo com a grande oferta de material e aulas gratuitas.

Por isso, de acordo com a Raquel, temos que separar os grupos.

Há aquele candidato que pode se dedicar totalmente aos estudos, mas há também aquele que viu sua rotina virar de pernas para o ar.

Este último está lidando, ao mesmo tempo, com tarefas domésticas, profissionais e de estudo. Se não todas essas áreas, com pelo menos algumas delas.

Então, como manter o foco?

Para o primeiro grupo, que tem tempo integral para se preparar, Raquel Tinoco sugere avançar sobre o conteúdo mais extenso que, no caso de Legislação, é a parte da Consolidação Normativa e da Resolução 01/17.

O Estatuto Estadual e Regulamento, embora extenso, é mais comum em concursos estaduais.

Para o segundo grupo, que precisa conciliar os estudos e outras tarefas, a professora sugere tentar manter um número mínimo de horas para essas mesmas disciplinas, tentando priorizá-las.

Como estudar Legislação Especial?

A professora ressalta que estudar Legislação Específica não é fácil, justamente por causa do conteúdo bem distante da rotina de alguns candidatos.

Com exceção daqueles que já são serventuários ou que atuam junto ao Poder Judiciário (estes conseguem visualizar melhor essa estrutura organizacional).

Com isso, Raquel explica que não há uma fórmula mágica, como muitos alunos procuram.

Você vai precisar passar um bom tempo inicial vinculando as normas umas às outras e fazendo comparações. É a melhor forma de avançar sem perder detalhes.

Quais tópicos o estudante deve ter mais atenção?

Com base na prova de 2008, a professora aponta os assuntos que na época foram listados no edital:

  • CODJERJ (hoje LODJERJ)
  • Estatuto Estadual
  • Lei 4.620/05
  • Consolidação Normativa

Foram 80 questões de múltipla escolha para técnico de atividade judiciária e 90 para analista judiciário. Dessas, 20 contemplaram o conteúdo de legislação para cada um dos cargos.

Para analista:

  • 5 questões de CODJERJ (LODJERJ)
  • 6 questões de Estatuto
  • 2 questões de L. 4.620/05
  • 7 questões de Consolidação

Para técnico: 

  • 9 questões de CODJERJ (LODJERJ)
  • 2 questões de Estatuto
  • 3 questões de L. 4620/05
  • 6 questões de Consolidação Normativa

Logo, se seguirmos a lógica, os conteúdos mais importantes para a banca são os que dizem respeito à organização, estrutura e funcionamento dos órgãos do Poder Judiciário, de acordo com a professora.

Mas, o ideal é que se consiga, com o adiamento do concurso, que o estudante feche o edital. Por outro lado, é preciso destacar alguns pontos principais.

  • Órgãos, estrutura e funcionamento;
  • Atribuições;
  • Atos normativos;
  • Provimento e vacância, regime e processo disciplinar e, principalmente as atualizações da L. 4.620/05.

Ética no Serviço Público para o TJ-RJ

O professor Dalmo Azevedo pontua que, em 2020, o edital está diferente do habitual, pois as matérias de Improbidade Administrativa e Lei Anticorrupção estão no conteúdo de Ética e não de Direito Administrativo.

Por isso, é essencial o candidato focar na Legislação de Improbidade (Lei 8.429/92) e nos conceitos básicos de Ética, Moral, Cidadania e Valores.

Como estudar Ética?

Dalmo Azevedo explica que o candidato deve dedicar um tempo de seus estudos para organizar os conceitos básicos gerais, como os conceitos de ética, moral e agentes públicos, e trazer para o seu cotidiano em busca de exemplos.

De acordo com o professor, quando se trata de uma matéria de conteúdo mais filosófico e teórico como Ética, é essencial fazer uma interpretação das notícias e eventos atuais com a ótica dos conceitos estudados.

A banca tem exatamente essa característica, ou seja, enunciados com casos concretos para análise.

Logo, aplicar essa técnica de estudo já irá preparar o candidato para os moldes da prova que será enfrentada.

Quais tópicos o estudante deve ter mais atenção?

  • Ética e Moral
  • Exercício da Cidadania
  • Lei 8.429/92 (Abrangência, Atos de Improbidade e Penas)
  • Lei 12.846/13 (Atos Lesivos, Processo Administrativo e Acordo de Leniência)

etica tj rj

Direito Administrativo para o TJ-RJ

Para a disciplina de Direito Administrativo, o professor Dalmo Azevedo falou que a principal necessidade do candidato nessa disciplina é entender de maneira plena a Organização da Administração Pública e estudar regras gerais dos agentes públicos.

Assim, ao passar para os outros conteúdos, o candidato terá uma visão mais clara do funcionamento da Administração Pública e, assim, ficará mais fácil entender as regras presentes nos diversos dispositivos legais que regem nossa doutrina.

📺  Especial Dicas para o concurso TJ-RJ 📺

Como estudar para Direito Administrativo?

Direito Administrativo deve ser estudado com foco no entendimento da forma como o estado está organizado, conhecendo os entes que compõem a Administração Pública Direta e Indireta.

Por se tratar de uma matéria não-codificada, ou seja, não existe um código específico de Direito Administrativo, o professor destaca que é essencial estudar a doutrina majoritária e a forma como os Tribunais Superiores aplicam esses conceitos.

Muitas vezes nos deparamos com alguma doutrina minoritária que não é aplicada pelos Tribunais, e nesse caso, segundo o professor, a banca sempre segue o sentido aceito pela maioria dos especialistas da área.

Faça questões de Direito Administrativo do TJ-RJ

Quais tópicos o estudante deve ter mais atenção?

  • Administração Pública Indireta
  • Agentes Públicos (Principalmente as regras constitucionais a partir do art. 37 da CF/88)
  • Técnicas Administrativas (Descentralização e Desconcentração)
  • Atos Administrativos
  • Licitação (Lei 8.666/93)
  • Responsabilidade Civil do Estado

direito administrativo tj rj

Direito Processual Civil para o TJ-RJ

O professor de Direito Processual, Marcelo Sobral, apontou três tópicos que são cobrados com frequência pelo Cebraspe:

  • Competência
  • Petição inicial
  • Recursos

Todos eles fazem parte do Código de Processo Civil.

Quer fazer questões de Direito Processual Civil do TJ-RJ?

Como estudar para Direito Processual Civil?

O professor indica a leitura do Código de Processo Civil como fundamental. O motivo é que as provas trabalham com hipóteses fundamentadas na letra da lei.

Entretanto, é necessário que o aluno tenha compreensão do que está lendo, sob pena de não conseguir assimilar os conteúdos.

Nesse momento, a aprendizagem por videoaula se mostra bastante eficiente, visto que facilita ao aluno a memorização daquilo que ele efetivamente precisa para acertar as questões de prova.

direito processual civil tj rj

Direito Processual Penal para o TJ-RJ

O professor Ridison Lucas aponta que um dos erros mais cometidos pelos candidatos na prova de Direito Processual Penal é estudar apenas os pontos de Processo Penal considerados mais importantes.

Claro que em alguns temas os alunos dominarão o conteúdo da prova, mas aquelas questões sobre pontos que a banca não tem o costume de cobrar fazem toda a diferença.

Assim, é fundamental que o candidato estude todo o conteúdo programático previsto, utilizando o tempo disponível durante o período de quarentena para esgotar o edital.

Como estudar para Direito Processual Penal?

Ridison Lucas explica que não existe apenas uma forma de estudar. Há várias técnicas. Cada candidato deve observar suas características pessoais e usar aquela que mais se adaptar.

Alguns precisam escrever, outros se adaptam melhor com áudios, vídeos e etc. No caso do professor, a técnica que funcionou foi o TRQ-RS.

O que é isso? 🤔

Primeiramente, o professor pegava um ponto do conteúdo programático e estudava o conteúdo TEÓRICO (pode ser por vídeos, doutrinas, PDF ou outros).

Conforme ele estudava, já ia preparando os RESUMOS. Com o resumo pronto, resolvia QUESTÕES anteriores da banca compatíveis com o nível de escolaridade do concurso.

As questões que continham conceitos, princípios e temas que não estavam no resumo, o professor acrescentava ao material.

Durante a semana, fazia REVISÃO dos resumos e fazia SIMULADOS pelo menos uma vez por mês.

Comece a colocar em prática questões de Direito Processual Penal do TJ-RJ!

Quais tópicos o estudante deve ter mais atenção?

Todos os tópicos de Processo Penal são importantes, segundo o professor.

No entanto, alguns são mais cobrados, mas o candidato tem que se preparar para atingir o máximo de resultado. São eles:

  • Inquérito Policial
  • Ação Penal
  • Prisões

Em concurso de Tribunais, segundo o professor, são os temas com o maior número de questões, mas o candidato não pode focar apenas neles. Ridison não aconselha o estudo parcial do conteúdo. É um risco muito grande.

É fundamental fazer questões sobre Tribunal do Júri, Recursos e outros temas.

direito processual penal tj rj

Direitos das Pessoas com Deficiência para o TJ-RJ

Direitos das Pessoas com Deficiência é um conteúdo relativamente novo nos editais dos concursos de Tribunais, segundo o professor Ítalo Trigueiro.

A disciplina só foi inserida em 2016, após a Resolução 230 do CNJ.

Por ser recente nesses concursos, ainda resulta em certa estranheza nos candidatos mais desavisados.

O conteúdo de Noções Sobre Direitos das Pessoas com Deficiência é composto por um conjunto de leis que regulamentam os direitos das pessoas com deficiência.

O que focar em Direitos das Pessoas com Deficiência?

O professor destaca que as bancas examinadoras, na maioria das questões, se limitam à cobrança do conteúdo de Noções Sobre Direitos das Pessoas com Deficiência às informações contidas na lei seca, com questões objetivas e diretas.

Em algumas seleções também são encontradas questões de casos práticos, de aplicação da lei a situações hipotéticas.

Recentemente, as bancas vêm desenvolvendo mais a cobrança do conteúdo e ampliando o nível das questões.

Em algumas provas, têm aparecido questões que cobraram do candidato o conhecimento de dados numéricos presentes nas leis e conceitos mais amplos, pegando de surpresa quem negligenciou o estudo dessa disciplina.

Como estudar para Direitos das Pessoas com Deficiência?

O candidato pode pesquisar no site do Planalto. Com as legislações em mãos, recomenda-se que o seja feita uma primeira leitura, para ter uma visão geral sobre o conteúdo.

O professor diz que, caso necessário, o estudante deve fazer uma segunda leitura, pois a lei seca aparece em diversas cobranças.

É interessante também que o candidato faça notas e resumos dos pontos mais relevantes para ajudar na hora de revisar. 

A resolução de questões de concursos anteriores também é fundamental para entender como as bancas cobram o conteúdo e o que é mais cobrado.

Quais tópicos o estudante deve ter mais atenção?

A lei 13.146/2015 (Estatuto da Pessoa com Deficiência) é a mais importante dos editais, pois reúne as normas destinadas a assegurar e promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoas com deficiência, visando sua inclusão social e cidadania.

Normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida (Lei 10.098/2000 e Decreto 5.296/2004) também têm destaque.

Prioridade de atendimento às pessoas portadoras de deficiência (Lei 10.048/2000 e Decreto 5.296/2004), assim como Curatela, são tópicos importantes.

direito das pessoas com deficiencia tj rj

Direito Constitucional para o TJ-RJ

A professora Ana Claudia Sant’Anna explica que Direito Constitucional é uma matéria muito importante nas seleções. E com o concurso TJ-RJ isso não é diferente.

O objetivo, em geral, é entender as regras que organizam o Estado como um todo: direitos, deveres, garantias de todas as pessoas físicas e jurídicas, a organização, a estrutura dos poderes e órgãos mais relevantes.

É importante ter um material didático que seja claro, simples e focado em cada capítulo do texto, além de atenção à letra da lei fria e exercícios.

A professora afirma que os candidatos devem ler os capítulos da Constituição Federal, passo a passo, e procurar compreender tudo. Depois, partir para os exercícios.

Na hora de treinar as questões, destaque os tópicos que mais são aplicados no concurso para fixar melhor.

Como estudar para Direito Constitucional?

A melhor forma de estudar deve ser definida de acordo com o perfil do concurso, explica a professora Ana.

Ela observou que concursos para cargos técnicos ou dirigidos ao ensino médio têm como assunto mais cobrado pelas bancas examinadoras a literalidade da Constituição.

Nos cargos de analistas ou nível universitário, na maior parte das provas pode-se observar a literalidade da lei, com alguma jurisprudência, doutrina e informativos dos Tribunais Superiores.

Primeiro segredo da professora Ana: a melhor forma de estudar é entender bem o perfil do cargo desejado e traçar a metodologia correta de estudo.

Ao iniciar os estudos teóricos, é importante compreender a técnica da banca no que se refere às questões e sua estruturação.

Os pontos mais cobrados em Constitucional são:

  • Direitos
  • Deveres e garantias fundamentais
  • Organização
  • Estrutura
  • Competências do Estado, dos Poderes e dos órgãos

Segundo segredo da professora Ana: é crucial, para ser aprovado em concurso, ter conhecimento somado a agilidade para a resolução das questões. 

Terceiro segredo da professora Ana: humildade, pois é fundamental buscar aprender com tudo e não saber de tudo.

Somente a humildade, muitas vezes conquistada à base de muitos concursos, é o que nos faz reconhecer que sempre podemos aprender algo novo e estamos abertos para novas situações.

Faça questões de Direito Constitucional do TJ-RJ

Quais tópicos o estudante deve ter mais atenção?

É importante planejar o estudo do Direito Constitucional para concursos e enfatizar os conteúdos, em regra, mais cobrados pelas bancas.

A professora Ana Claudia indicou os temas mais quentes para a sua aprovação:

direito constitucional tj rj

a) Organização do Estado

O tema está contido entre os artigos 18 a 33. A Organização do Estado é estudar como se aplica o pacto federativo e suas competências administrativas e legislativas dos entes (União, Estados, Municípios e Distrito Federal).

b) Controle de Constitucionalidade

Tema ligado ao Poder Judiciário e, quando cobrado, exige conhecimento na interpretação das normas feitas pelo STF e sua aplicabilidade para manutenção da Supremacia Constitucional.

c) Poder Legislativo e Processo Legislativo

O primeiro tema é encontrado nos artigos 44 a 58, e o segundo, nos artigos 59 a 69 da CF. Você encontrará os órgãos, suas competências, as espécies normativas no país e como se realizam as regras do processo legislativo.

As bancas amam este capítulo, principalmente nas questões de processo e de forma interdisciplinar misturam as respostas com o tópico controle de constitucionalidade. Atenção redobrada nestas questões!

Uma observação importante é o capítulo do Tribunal de Contas, que auxilia o legislativo em suas funções. Este tema está nos artigos 71 a 75, mas não é cobrado em qualquer concurso.

d) Poder Executivo

O tema está presente entre os artigos 76 a 91. É um capítulo bem mais tranquilo e técnico em prova, ou seja, quem conhece a letra da lei tem muito sucesso nestas questões.

Os artigos 80, 81, 84, 86, nesse capítulo, são os mais cobrados por todas as bancas em geral.

e) Poder Judiciário e Funções Essenciais

Este tema está nos artigos 92 a 135 da CF. Aqui é relevante decorar as competências dos Tribunais, matéria repetitiva em qualquer concurso.

Os artigos 102. 105, 109, 125, são muito relevantes. As bancas adoram brincar trocando as alternativas ou alterando a letra da lei. É necessária muita atenção para não errar!

f) Direitos e Garantias Fundamentais

O tema principal está no artigo 5º da CF, hoje é aplicado nas provas em forma de caso concreto é muito cobrado pelas bancas. É um tema quente em qualquer prova!

g) Direitos: Nacionalidade e Políticos

O primeiro tema está no artigo 12 da CF e o segundo nos artigos 14 a 17 da CF. Atualmente, dois tópicos cobrados por qualquer concurso, principalmente direitos políticos e sua aplicabilidade, então tenha sempre muita cautela ao responder às questões.

Com planejamento e atitude, os resultados no concurso público serão conquistados com eficiência. Agora é a sua vez!

Confira também dicas de aprovada para técnico judiciário do TJ-RJ

Assinatura Folha Dirigida


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Danton disse:

    Muito bom folha dirigida, ótimas informações

  2. Folha Dirigida disse:

    Olá, Mayara. Tudo bem? Que bom que gostou das dicas! Caso tenha alguma sugestão do seu interesse, pode entrar em contato conosco também! Abraços, Blog FD!

  3. mayara disse:

    Parabéns folha dirigida, dicas valiosas para o concurso do tj rj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *