fbpx

FGV: como estudar para as provas da banca?

Uma das principais organizadoras de concursos do país é a banca FGV. A Fundação Getulio Vargas vem organizando concursos grandes e costuma ser comentada pelos candidatos, principalmente sobre a prova de Português.

Nesse post reunimos dicas gerais para você conhecer a banca e saber como dar início aos seus estudos em algumas das disciplinas que mais caem nas provas.

Recado 1: Se você quiser ver alguma dica que não abordamos ainda, deixa um comentário ao final do post.

Recado 2: É sempre bom reforçar que você deve ter atenção sempre ao edital do seu concurso, para saber exatamente quais disciplinas serão cobradas. 

A FGV costuma elaborar questões para provas de diversos segmentos jurídicos, como magistratura, Ministério Público, cargos de delegado e vários outras, além de ser responsável pelo Exame da OAB.

As questões das primeiras fases organizadas pela FGV são objetivas, com provas objetivas que têm entre cinco e quatro alternativas.

Alguns dos concursos que a banca já organizou foram:

  • EPE – 2022 – analistas
  • PC AM – 2022 – diversos cargos
  • CGU – 2021/2022 – técnico e auditor
  • IBGE – Censo 2022 – Agente censitário e recenseador
  • PC RJ – 2021/2022 – Diversos cargos
  • AL RO – 2018 – Advogado
  • Câmara de Salvador – 2018 – Arquiteto
  • Compesa – 2018 – Engenheiro Civil
  • MPE AL – 2018 – Administrador de Redes
  • TRT 12ª região (SC) – 2017 – Técnico Judiciário – Área Administrativa
  • DPE MT – 2015 – Assistente Administrativo
  • PGM Niterói – 2014 – Procurador Municipal
  • TJ GO – 2014 – Engenheiro Mecânico
  • TJ RJ – 2014 – Analista Judiciário – Psicologia
  • AL MT – 2013 – Técnico Legislativo

A seguir, confira as dicas do time de professores da Folha Cursos sobre a banca Fundação Getulio Vargas.

A Fundação Getulio Vargas (FGV) vem organizando concursos grandes e costuma ser comentada pelos candidatos

A Fundação Getulio Vargas (FGV) vem organizando concursos grandes e costuma ser comentada pelos candidatos (Foto: Freepik)

Língua Portuguesa para a FGV

Segundo a professora Luciane Sartori, a FGV mudou muito seu estilo nos últimos tempos e tem caminhado fortemente nas questões de interpretação, cobrando assuntos como raciocínios dedutivos, indutivos e conclusivos.

Por outro lado, se na parte de Gramática apareciam mais períodos compostos e conexões, agora são pedidos pontos gramaticais específicos, como regência.

> Confira mais dicas de Português para concursos

O que a FGV mais cobra em Português?

Com uma tendência cada vez maior a cobrar questões de interpretação, especialmente estruturas textuais, a FGV também requer conhecimento em coesão, coerência e silogismo.

Em Gramática, atenção especial a regência e pontuação, os dois assuntos mais comuns nessa parte da prova.

Raciocínio Lógico e Matemática para a FGV

A caraterística mais marcante da FGV nas provas de Matemática e Raciocínio Lógico são as questões muito bem elaboradas, afirma o professor Thiago Nunes. Em suma, fica bem claro quando está sendo pedido um conteúdo de Matemática e quando a cobrança é em relação ao Raciocínio Lógico.

Por outro lado, o nível de cobrança é bem complexo. Ao não se atentar ao que está realmente sendo pedido, candidatos mal preparados podem cair em pegadinhas. Além disso, dificilmente a banca anula questões.

O que a banca mais cobra em Raciocínio Lógico e Matemática?

A FGV cobra assuntos bem diversificados. Em Raciocínio Lógico, o professor da Folha Cursos destaca:

  • Proposições
  • Negações e equivalências
  • Associações lógica
  • Tabela verdade
  • Princípio da casa dos pombos

Em Matemática, ele pede que o futuro servidor dê atenção especial a conteúdos como proporção, regra de três e porcentagem, conjuntos e análise combinatória.

> Matemática para concursos: o que estudar?

> Como estudar Raciocínio Lógico para concursos?

folha cursos

Informática para a FGV

Em Informática, a FGV trabalha com o conceito de situações-problema nas questões, explica o professor Eduardo Benjamin.

Por exemplo, uma questão poderia ter um enunciado como “Marcos precisa ativar rapidamente o Bluetooth de seu computador por meio do Windows 10. Na tela de configurações, Marcos deve abrir a
configuração de” seguido pelas alternativas.

“Portanto, o candidato deve, nesta situação, usar o seu conhecimento, ou de preferência, a sua experiência de utilização do computador, do sistema operacional Windows e dos aplicativos das suítes Microsoft Office e LibreOffice”, afirma o professor sobre uma possível resposta para a questão hipotética.

Para a prova, é muito importante que o candidato também saiba as configurações dos navegadores e utilizar bem os filtros de busca. Da mesma forma, e as funcionalidades do correio eletrônico e o procedimentos de segurança e proteção de dados.

Quais assuntos a organizadora costuma cobrar em Informática?

O professor analisou dez provas de concursos públicos realizados nos últimos dois anos pela FGV na
disciplina Informática, para analisar os assuntos de maior relevância. Os resultados foram:

  • Internet: 16 questões
  • Correio Eletrônico: três questões
  • Word: 18 questões
  • Excel: 14 questões
  • Excel e Calc: oito questões
  • Writer: três questões
  • Word e Writer: cinco questões
  • Calc: três questões
  • PowerPoint: duas questões
  • Hardware: oito questões
  • Windows: 22 questões
  • Proteção e Segurança: seis questões

O professor também destacou os conteúdos de maior relevância dentro de cada assunto:

  • Sistema operacional Windows: Explorador de Arquivos, nomes de arquivos, extensão de arquivos, Gerenciador de Tarefas, Teclas de Atalho, Visão de Tarefas e configuração de dispositivos.
  • Word e Writer: Quebras de seção, Pincel de Formatação, Controlar Alterações, Localizar Palavras, Tabelas, Modos de Exibição de um texto, Efeitos de testos e Comparativos das funcionalidades entre o Word e o Writer.
  • Excel e Calc: Sintaxes de fórmulas, Funções Proc, Soma, Se, Soma, Cont.núm, Intervalos de dados, Referências de células, Referências a outras planilhas, Formato de arquivo texto CSV (valores separados por vírgulas) e Auditoria de Fórmulas (Detetive no Calc).
  • Power Point: Slide Mestre.
  • Hardware e conceitos básicos de Informática: Unidades de medidas (KB, GB, TB), Drivers, Pixel e Funcionalidade das teclas.
  • Internet e Correio Eletrônico: Filtros de busca, Configurações e características dos navegadores, Cookies, Internet x Intranet, protocolos e funcionalidades do e-mail.
  • Proteção e Segurança da Informação: Criptografia, Firewall, Windows Defender, os mais diversos malwares, Certificação Digital e senhas.

folha cursos geral

Direito Administrativo para a FGV

O professor Vinicius Rodrigues a coloca como uma das cinco maiores bancas do Brasil. “Possui uma das maiores estruturas do país e uma equipe de profissionais de excelência”, sintetiza.

Mas como são as provas de Administrativo?

O professor Igor Daltro explica que é uma banca com enunciados longos, com casos concretos em que cabe o candidato solucioná-los.

Segundo ele, se o aluno já tem conhecimento sobre o tema, já consegue identificar se a hipótese está certa ou errada, ficando apenas entre duas ou três alternativas. Por isso, a considera uma banca mais conteudista. Com poucas pegadinhas, mas que exige um bom grau de conhecimento do candidato.

Da mesma forma, Vinicius Rodrigues também a considera uma banca exigente, que costuma criar casos concretos para que o aluno aplique seus conhecimentos teóricos. Por isso, o treinamento e estudo da banca são essenciais!

O que mais cai em Direito Administrativo?

O professor Vinicius destaca entre os pontos com maior incidência de cobrança:

Já o professor Igor destaca Licitações e Contratos, assim como Estatuto, como os principais conteúdos. Nesse caso, o candidato deve levar em conta que, se o concurso for federal, estará sendo considerado para o cargo o estatuto federal. O mesmo vale para os estados e municípios, que têm os seus próprios estatutos.

> Nova Lei de Licitações: inovação ou novação?

Direito Administrativo FGV

Direito Constitucional para a FGV

Segundo a professora Karina Jaques, a FGV é uma instituição de ensino superior bem tradicional e de grande referência no país.

Ela tem experiência na organização de diversos concursos públicos grandes, como para Tribunais de Justiça estaduais, Tribunais Regionais Eleitorais, Senado Federal e concursos municipais, além do Exame da OAB.

Por esse motivo, na parte de Direito Constitucional, é possível perceber abordagens diferentes conforme o concurso, o cargo e a escolaridade. Porém, no geral, a FGV aplica questões situacionais, associando a letra da Constituição com conhecimento doutrinário e jurisprudencial.

A questão é objetiva, mas está inserida em um contexto que exige do candidato interpretação e aplicação do conhecimento estudado, explica a professora, completando que nível de dificuldade é de médio à difícil.

O que a banca mais cobra em Direito Constitucional?

OS temas frequentes nas provas de Direito Constitucional da Fundação Getulio Vargas são Direitos e Deveres Individuais e Coletivos, Organização do Estado e Controle de Constitucionalidade.

Porém, também deve se observar as estatísticas de cada concurso, porque o conteúdo pode variar de acordo com a seleção.

Por exemplo, se o futuro servidor deseja fazer prova para o Senado Federal, ele deve ficar de olho nas provas anteriores deste concurso, para ter um ranking das questões de Direito Constitucional mais cobradas.

Esse é o método que os professores usam para desenvolver as aulas de acordo com o edital em questão.

Mais conteúdos que você pode se interessar:

Folha Cursos lateral

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Érica disse:

    Os editais da fgv são iguais quando é o mesmo nível de escolaridade exigido? Ou muda de cargo para cargo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *