fbpx

Como escolher a área para a segunda fase da OAB?

Compartilhe o conteúdo

A segunda fase do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) permite que os candidatos escolham a área do conteúdo que será cobrado na prova.

Apesar de parecer vantagem, essa escolha pode acabar trazendo muitas dúvidas sobre qual critério utilizar na hora de definir a área e, consequentemente, a disciplina.

Se esse é o seu caso, fique calmo!

Segundo o professor Fabrizio Rubinstein, existem algumas recomendações que você pode seguir para fazer a melhor escolha e começar bem seus estudos para a segunda fase da OAB.

A segunda fase do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) permite que os candidatos escolham a área do conteúdo que será cobrado na prova

A segunda fase da OAB permite que os candidatos escolham a área do conteúdo que será cobrado na prova (Foto: Freepik)

Quais são as áreas disponíveis para escolha na segunda fase de OAB?

Na segunda fase da OAB, os candidatos aprovados na primeira poderão escolher uma das seguintes áreas do Direito:

  • Direito Administrativo
  • Direito Civil
  • Direito Constitucional
  • Direito do Trabalho
  • Direito Empresarial
  • Direito Penal
  • Direito Tributário

Segundo o professor Fabrizio, não existem disciplinas principais. Na realidade, há aquelas que são mais procuradas, como é o caso de Direito Penal e Direito do Trabalho.

Por conta dessa maior procura, consequentemente, essas disciplinas são também as que mais reprovam.

Outro ponto é em relação aos assuntos de cada área. O professor explica que não existe um assunto destaque. Por isso, ele indica olhar sempre o conteúdo programático no edital com atenção.

No entanto, professores especializados em cada disciplina podem direcionar o estudo de uma forma mais assertiva, dizendo quais são os conteúdos de maior atenção e/ou são mais cobrados na área que você escolheu.

Áreas segunda fase da OAB

Como definir qual a melhor área para você?

Se você já sabe como funciona a segunda fase do exame da OAB, a etapa seguinte é selecionar as disciplinas que você tem mais interesse.

A melhor forma de definir a área é olhando as últimas provas, afirma o professor. 

No segundo momento, a recomendação do professor é para que você pegue as provas antigas dessas disciplinas e tente fazê-las.

Realize cada prova, como uma espécie de simulado. Depois, veja como foi o seu desempenho no teste e se aquele conteúdo desperta em você vontade de estudar.

Atenção: a pior maneira para definir a área, segundo o professor, é se guiar pelo o que seu amigo escolheu.

O principal critério deve ser o que você quer estudar.

Se coincidir com a mesma área que seus colegas escolheram, é bom até para ter parceiros na hora da preparação, mas esse não deve ser o critério na hora de definir.

Não adianta escolher uma área que você não gosta ou não tem afinidade por conta dos outros. Na hora da avaliação, quem fará a prova é você.

Quais fatores não considerar para escolher a área?

É bastante comum que as pessoas escolham a área baseando-se no número de peças processuais, mas o professor adianta que isso é um equívoco.

Mesmo você acertando qual será a peça processual, a prova pode ser mais complexa. Saber somente a peça não resolve o problema.

Novamente, o professor reforça que não se deve considerar a escolha dos amigos e nem se deixar influenciar por terceiros.

Outro ponto que não é interessante levar em consideração é a implicância com a matéria, que muitas vezes vem de uma experiência negativa na faculdade.

Você pode, por exemplo, ter tido um problema com o professor da disciplina e, em consequência disso, ter criado um pré-conceito ruim sobre aquela área.

Além disso, outra recomendação é não levar em consideração o percentual de aprovação e reprovação.

Isso varia muito de exame para exame e, é claro, de aluno para aluno. Portanto, se você tem afinidade com uma área, não deve eliminá-la pelo número de reprovados, recomenda.

Critérios que não devem ser utilizado na escolha da área da OAB

Dicas para escolher a disciplina certa na segunda fase da OAB

A melhor alternativa para escolher a área certa é fazendo provas antigas. Quando for elaborar seu planejamento de estudos para a OAB, pegue provas antigas de todas as disciplinas que causam dúvidas na hora da escolha.

Separe um final de semana, em um local calmo e silencioso, e faça as provas. Como a segunda fase da OAB permite consulta, utilize os materiais que você tem disponível em casa.

Veja se você daria conta de resolver aquelas questões e faça sua escolha baseada na afinidade com a disciplina e no interesse por estudar os conteúdos daquela área.

Caso aconteça de ter sido reprovado na primeira tentativa – são três ao ano -, não mude sua escolha, aproveite o seu material e retome os estudos.

Vai fazer o Exame da Ordem? Comece a preparação AGORA!


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *