fbpx

7 erros comuns em currículos e como evitá-los

Compartilhe o conteúdo

Um bom currículo é o primeiro passo para quem está procurando emprego. Porém, existem erros comuns em currículos que podem ser responsáveis por tirar você da vaga logo de início.

É preciso ter consciência de como é importante ter atenção máxima a esse documento para garantir uma boa primeira impressão do seu recrutador.

Por isso, antes de encaminhar seu currículo para empresas de recrutamento ou diretamente para o RH de onde você quer se candidatar, esteja atento a esses sete erros e procure evitá-los:

erros comuns em curriculos

Erros no currículo podem ser determinantes para eliminar um candidato da disputa pela vaga logo no começo (Foto: Freepik)

1. Confundir objetivo profissional com apresentação

O especialista em currículos do VAGAS.com, Adriano Pereira, afirma que o primeiro erro dos candidatos vem logo no campo para preencher o objetivo profissional.

Segundo Adriano, é um dos erros comuns em currículos as pessoas utilizarem esse campo para se apresentar para as empresas.

Com isso, acabam se prolongando e escrevendo muita coisa. O ideal é ser breve e escrever apenas o cargo desejado e nível de interesse.

O especialista reforça dizendo que, entre os currículos analisados pelos recrutadores do VAGAS.com, por exemplo, a cada cinco, três têm um objetivo profissional com menos de 100 caracteres.

Adriano indica como deve ser feito com um exemplo prático:

❌Incorreto: Estou à disposição da empresa para atuar na área Financeira, sou pró-ativa e muito competente.

✔️Correto: Analista Financeiro Pleno

como preencher o seu objetivo profissional

2. Erros de gramática e digitação

Erros de gramática e digitação são frequentes nos currículos também, de acordo com o especialista do Vagas.com.

E esse é um problema grave, pois mostra o descuido do profissional com um documento tão importante.

Também pode fazer com que a pessoa perca pontos na avaliação logo de cara.

Como evitar essa penalização? Fazendo uma boa revisão e pedindo a outra pessoa para ler seu currículo, em busca de erros, explica Adriano Pereira.

❌Incorreto: Enviar o currículo sem fazer uma revisão de todo o texto.

✔️Correto: Pedir a alguém para ler e ajudar a verificar se há erros.

3. Mentir sobre sua experiência ou habilidades

Como apontado mais acima, erros de ortografia e digitação são inadmissíveis em um currículo. Mas, a pior coisa que você pode fazer é mentir.

De acordo com Adriano Pereira, mentir no currículo é uma prática que desqualifica a pessoa em fases mais avançadas como a entrevista e dinâmicas ou testes.

Se você não domina um idioma, não coloque que é fluente nele, por exemplo. Indicar que exerceu um cargo superior ao que você realmente trabalhou também não deve ser feito.

❌Incorreto: Mentir sobre experiências e habilidades, entre outros assuntos.

✔️Correto: Falar o nível real de conhecimento que você possui em determinada área.

→ 96% dos jovens afirmaram não mentir no currículo

4. Colocar muita cor no currículo

Não é proibido colocar cor no currículo. Mas isso não vai garantir que você seja notado pela recrutadora, segundo o especialista.

Pelo contrário, o que é fundamental mesmo é que seja bem escrito e, diante de focar muito em uma cor, você pode acabar pecando na revisão do texto.

Uma vitrine bonita atrai o comprador, mas sozinha não faz a venda, completa Pereira.

❌Incorreto: Focar muito na estética do currículo e esquecer de revisar as informações.

✔️Correto: Olhar para o layout também, mas apresentar o conteúdo de maneira correta, clara e objetiva.

5. Desprezar sua formação ou experiência

Em relação ao limite de empresas em um currículo, Adriano Pereira destaca que você pode colocar quantas empresas tiver trabalhado.

O importante, nesse caso, é que a listagem esteja bem organizada e com uma apresentação padronizada.

Ele explica que isso é bom, pois pode acontecer de uma experiência que você não julga ser relevante, chamar a atenção de quem está recrutando para a vaga.

Por exemplo, pode ser que alguma responsabilidade exercida por você, em uma função diferente da que está se candidatando agora, seja uma característica importante para o cargo que você disputa.

❌Incorreto: Deixar de fora muitas experiências que poderiam ser relevantes no processo seletivo.

✔️Correto: Incluir quantas empresas tiver trabalhado, mas de maneira organizada e com um padrão.

6. Omitir informações

O especialista em currículos afirma que é importante que você insira o maior número de informações possíveis no seu currículo, mas sempre de maneira objetiva.

A omissão de um ponto pode até prejudicar na etapa de entrevista, pois o candidato pode precisar justificar os motivos de ter deixado de fora alguma experiência que acabou falando, por acaso, depois.

Independentemente do tamanho do currículo, uma dica do especialista é que a pessoa recrutadora sempre olha três principais pontos na hora da avaliação:

  • objetivo profissional
  • pretensão salarial
  • últimas experiências

De acordo com dados do VAGAS.com, a avaliação de um currículo dura em média sete segundos. Por isso, atenção máxima ao que você irá colocar como destaque.

❌Incorreto: Omitir informações que você precisará justificar depois.

✔️Correto: Inserir o maior número de informações no seu currículo, de forma organizada e clara.

7. Colocar foto quando não é solicitado

O objetivo de um currículo é apresentar as habilidades e conhecimentos das pessoas, logo, segundo Adriano Pereira, a foto não é uma prioridade nesse momento.

A exceção é utilizar apenas quando solicitado pela empresa que está recrutando. Assim como outros tipos de materiais, como o portfólio do candidato.

O especialista reforça que por isso é muito importante ler com atenção a descrição da vaga para saber se isso é pedido.

❌Incorreto: Inserir a foto quando não for pedida.

✔️Correto: Ler com atenção o que a vaga pede e o que é preciso enviar para a candidatura.

principais erros nos curriculos

Como o candidato pode evitar erros comuns em currículos?

Uma estratégia que os candidatos podem usar para evitar erros comuns em currículos é seguir alguns modelos já prontos.

Você não deve copiar, afinal cada pessoa tem a sua particularidade na carreira, mas pode ser de grande ajuda no preenchimento.

Apesar de não existir o modelo ‘certo’ ou ‘perfeito’ de currículo, esses organizam as informações priorizando aquilo que costuma ser mais relevante para recrutadoras e com destaques nos campos necessários, explica Adriano Pereira.

→ Maiores dúvidas sobre como fazer um currículo

Notícias e vagas de empregos por todo o país no site da Folha Dirigida


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Folha Dirigida disse:

    Olá, Ana Maria. Tudo bem? Que bom que gostou do texto. Ficamos contentes de estarmos ajudando você! Caso tenha alguma sugestão de conteúdo do seu interesse, pode entrar em contato conosco. Abraços, Blog FD

  2. Ana Maria disse:

    Aprendi muito com essas informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *