fbpx

Como ter equilíbrio emocional para o concurso PRF?

Compartilhe o conteúdo

Você que sonha em ingressar na carreira policial, já pensou em ter “orgulho em pertencer” à Polícia Rodoviária Federal? Uma realidade é que não é uma prova, nem carreira fácil. Por isso, é preciso ter equilíbrio emocional para o concurso PRF.

Não só para passar pelas etapas do concurso em si, mas também para exercer a carreira de Policial Rodoviário Federal.

O policial precisa ter controle das suas emoções para exercer seu ofício, mas esse equilíbrio emocional precisa estar presente desde a preparação para o concurso.

Primeiro de tudo, você deve saber que, assim como em qualquer profissão, existe um perfil comportamental para ser policial rodoviário federal. Se você não sabe qual é, vamos ajudar você.

O policial precisa ter controle das suas emoções para exercer seu ofício, mas esse equilíbrio emocional precisa estar presente desde a preparação para o concurso

O policial precisa ter controle das suas emoções para exercer seu ofício, mas esse equilíbrio emocional precisa estar presente desde a preparação para o concurso (Foto: Divulgação)

Quais características subjetivas os candidatos a um concurso policial devem ter?

A dra. Juliana Gebrim, psicóloga e professora de equilíbrio emocional para concursos no Gran Cursos Online, conta que, para enfrentar a rotina, é preciso ter um equilíbrio na agressividade.

Um policial não pode ser um profissional passivo, mas também não pode extrapolar. Entre outras características necessárias, ela também destaca:

  • Atenção
  • Concentração
  • Coerência dos fatos

O importante é o candidato perceber que tem um molde para ser adequado no exercício da função e que, se a pessoa não ficar naquele molde, ela está excluída, explica a psicóloga.

Caso a pessoa não esteja dentro desse molde profissional, Gebrim explica que não se deve ter um pensamento negativo, e nem se sentir menos inteligente ou inferior.

É basicamente uma questão de não ter compatibilidade com o perfil que é necessário e será avaliado para o cargo policial. Você sabia que para ser policial rodoviário federal os candidatos passam por uma avaliação psicológica?

A exigência desse perfil, segundo a psicóloga, é para ajudar na segurança do próprio candidato.

Ela também levanta a reflexão de que se a pessoa entra no cargo sem as habilidades necessárias, essa incompatibilidade pode resultar em um profissional que não vai “dar conta” do serviço.

Características subjetivas para policiais

O que é preciso saber antes de se candidatar à uma vaga para PRF?

Você realmente quer ser um policial? A especialista chama atenção para um ponto importante: a carreira causa muita pressão na vida do profissional.

“Você sai de casa e não sabe se vai voltar. É uma profissão estressante e tem um alto grau de periculosidade”, destaca Gebrim.

A neuropsicóloga explica que o candidato deve ter em mente se ele realmente quer seguir essa carreira para o resto da vida ou só está fazendo o concurso porque precisa fazer.

O concurso Policial não pode ser visto como apenas uma necessidade de conseguir emprego. Como já afirmado, é uma carreira muito difícil, logo, é preciso ter o mínimo de vocação para se arriscar nela.

Uma pessoa que não é vocacionada à carreira policial pode adoecer no cargo, segundo a psicóloga.

Especial Futuro Servidor - Concurso PRF 2020/ 2021

Como manter o equilíbrio emocional para o concurso PRF?

Se você está convicto da sua vontade de ingressar na carreira, é preciso focar nos estudos. Sinais de ansiedade, como nervosismo, apreensão e medo, podem surgir durante o período de preparação.

É preciso, portanto, estar atento para que isso não atrapalhe o seu desempenho e ter equilíbrio emocional para o concurso PRF.

O candidato tem que ter uma devida atenção na ansiedade que ele pode vir a ter nos momentos de estudo, destaca dra. Juliana Gebrim.

A profissional ainda aconselha que o candidato se concentre nos estudos e mantenha em dia a alimentação e o sono. Afinal, alimentar-se bem e dormir o período necessário auxiliam no quadro de equilíbrio emocional.

Outra dica é que o candidato pratique atividades físicas, pois, além de ser importante no controle da ansiedade, ajuda também na preparação para o teste de aptidão física da PRF.

🔒 [Exclusivo assinantes FD]: Concurso PRF TAF: especialista dá dicas de treino e preparação

Você sabia que muitos candidatos são aprovados no exame objetivo, mas são eliminados no teste físico por não treinarem direito para o TAF?

Gebrim reforça ainda a importância de estar atento às questões emocionais, principalmente a ansiedade, que pode acabar levando o candidato a procrastinar e deixar “tudo para a última hora”.

O que fazer para manter o equilíbrio emocional

O que fazer se o edital ainda não saiu? 

No caso do concurso para policial rodoviário da PRF, o edital está longe ainda. Isso porque o pedido de 2.634 vagas foi enviado recentemente. Dessa forma, muitos candidatos devem estar se perguntando:

O que fazer até o edital sair?

Para a psicóloga, o candidato deve olhar a demora em sair o edital de uma forma objetiva e aumentar o foco nos estudos.

“Só tem uma resposta para isso: mais tempo para estudar”, afirma Gebrim.

Durante a preparação, os candidatos ficam presos em questionamentos sobre datas de edital e prova, mas esse não deve ser o seu tipo de preocupação.

O que você precisa é focar no que deve ser estudado nesse período e como você vai dar conta de todo o conteúdo.

Você já iniciou o seu planejamento para o concurso PRF? Se não, talvez seja o momento, afinal, não é uma prova fácil. Utilize o tempo que você tem livre para estudar de modo que seja realmente aproveitado.

🔒 [Exclusivo assinantes FD]: Concurso PRF concorrência: veja histórico da relação candidato vaga

Como se preparar na véspera da prova da PRF?

Um dos maiores dilemas do futuro servidor é quando chega a véspera de prova. E agora, o que fazer? Estudar mais, fazer aquela revisão ou descansar? Dra. Juliana recomenda o que você pode fazer nesse momento:

Um dia antes da prova, o candidato tem que estar tranquilo. Eu não oriento que as pessoas estudem na véspera. É hora de descansar, de não arriscar na alimentação e ter a noção exata de onde vai ser feita a prova, para evitar atrasos ou engarrafamentos, conta a especialista.

É recomendado também fazer o planejamento de como será o dia seguinte, em relação a horários e logística, por exemplo.

Outro ponto importante: evite brigas ou situações de conflitos antes de fazer a prova. Segundo a neuropsicóloga, isso derruba muitos candidatos.

O nervosismo causado por discussões pode ser prejudicial. Procure evitar esses tipos de conflitos. Controle a sua ansiedade e boa prova!

Precisa de ajuda para começar ou dar um gás na sua preparação?


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Andreia disse:

    Eu quero estudar para concurso de nível médio de preferência passar na PRF só falta melhora forma de estudos para ter um melhor aprendizado.E a minha aprovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *