fbpx

Dicas para se sair bem em dinâmicas de grupo

Compartilhe o conteúdo

Se você já passou por um processo seletivo, é provável que já tenha feito dinâmicas de grupo.

Essa é uma etapa importante das seleções, pois, junto com análises comportamentais e entrevistas individuais, ajuda o recrutador a tomar uma decisão mais adequada ao que a equipe precisa.

Apesar disso, nem todas as pessoas sabem como se comportar nesse momento. Enquanto algumas ficam intimidadas com a quantidade de concorrentes, outras acabam exagerando.

Ou simplesmente não se informaram o suficiente sobre a empresa antes de chegar nessa fase. E isso pode fazer toda a diferença para um recrutador, de acordo com a Key Account Manager do Grupo Cia de Talentos, Milie Raji.

Mas, antes de compartilhar com você algumas dicas para se sair bem nessa fase, vamos explicar um pouco mais sobre esta etapa das seleções.

Lembrando que não existe uma receita perfeita, mas é o momento de mostrar potencial em algumas horas de interação com os demais candidatos.

Dicas para se sair bem em dinamicas de grupo

Dinâmicas de grupo ajudam o recrutador a tomar uma decisão mais adequada ao que a equipe precisa (Foto: Freepik)

O que é dinâmica de grupo no processo seletivo?

A dinâmica de grupo é conhecida como o momento de avaliação coletiva de cada candidato. Durante a atividade, o recrutador observa dois principais pontos:

  • Comportamento de cada participante.
  • Se as competências dos candidatos se aplicam ao perfil da vaga.

Em geral, segundo Milie Raji, é aplicado aos concorrentes um desafio que seja similar aos problemas vividos pela organização. A partir disso, o grupo deve discutir e apresentar a melhor solução.

Essas especificações se repetem nas dinâmicas de grupo online. A diferença é que, nesse caso, o candidato precisar organizar a melhor estrutura para sua participação, já que todos estão em uma sala online.

→ Como fazer um currículo: maiores dúvidas respondidas

Para que serve a dinâmica de grupo? 

Milie Haji

Segundo Milie Haji, dinâmicas de grupo costumam ser simulações de um problema real (Foto: Cia de Talentos)

Como explicado no tópico anterior, a dinâmica envolve uma situação e um problema a ser discutido e resolvido.

Por ser uma simulação de um problema real, a dinâmica de grupo contribui para aproximar os candidatos de situações que possam acontecer no cotidiano da empresa e ele tenha que lidar.

É uma simulação de um problema real em que os envolvidos são desafiados a debaterem e, mesmo discordando, chegar ao melhor consenso, explica Milie Raji.

Segundo a profissional, o processo de discussão, neste momento, é tão importante quanto a solução, pois o recrutador consegue avaliar COMO cada pessoa reagiria, mesmo que tomasse a decisão errada no  final.

Ou seja, vai além da resolução e serve também como uma estratégia de avaliar o comportamento de cada um diante de adversidades junto à equipe de trabalho.

→ 7 erros comuns em currículos e como evitá-los

Como funciona a dinâmica de grupo? 

Normalmente, é pedido nas dinâmicas que o candidato faça uma apresentação pessoal. Esta pode ser individual ou em grupo em formato de pitch para início da conversa e também para finalizar.

Agora você deve estar se perguntando, o que é pitch em uma entrevista de emprego, certo?

Basicamente, o pitch é um “discurso de venda”, e, no caso das dinâmicas, você precisa convencer o recrutador de que você é o candidato ideal para aquela vaga.

Essas perguntas podem surgir de forma genérica e, segundo a gerente no Grupo Cia de Talentos, são muitas vezes baseadas na ferramenta 5W2H.

A 5W2H é uma ferramenta de gestão empregada no planejamento estratégico de empresas. O método funciona da seguinte forma:

  1. What é usado para questionar o que precisa ser feito.
  2. Why é usado para perguntar por que precisa ser feito.
  3. Where é usado para saber onde deve ser feito.
  4. When é usado para descobrir quando precisa ser feito.
  5. Who é usado para saber quem será responsável.
  6. How é usado para perguntar como deve ser feito.
  7. How much é usado para saber quais são os custos envolvidos.

A partir dessas questões, os recrutadores desenvolvem as perguntas para os candidatos.

Após essa apresentação inicial, vem a parte da atividade, que também pode utilizar essas perguntas como apoio e organização prévia.

tipos de perguntas

Quanto tempo costuma durar uma dinâmica?

O tempo de uma dinâmica de grupo varia muito. Segundo Milie Raji, pode durar alguns minutos, mas também pode se estender por horas.

Depende muito da maneira como será aplicada, como explica a especialista:

“Pode durar alguns minutos, simulando respostas rápidas a um e-mail, por exemplo, uma apresentação ou chegar a algumas horas, dependendo do desafio proposto.”

Existe limite de pessoas para participar? 

Assim como na pergunta anterior isso vai depender também. Mas, nesse caso, da quantidade de avaliadores ou recrutadores presentes na dinâmica.

Milie Raji explica que isso acontece porque, geralmente, existe um limite de pessoas para serem avaliadas por cada observador.

Por exemplo, no caso da Cia de Talentos, é sugerido que para cada seis pessoas trabalhando simultaneamente em grupo, tenha um recrutador ou RH responsável pela avaliação.

Notícias e vagas de empregos por todo o país no site da Folha Dirigida

5 dicas para se sair bem em dinâmicas de grupo

1. Não vista um personagem

A primeira dica é que o candidato precisa ser ele mesmo durante a dinâmica. Segundo Milie Raji, não adianta “vestir um personagem”.

Isso porque cada empresa tem competências e comportamentos esperados para a posição que está trabalhando.

Pode ser que, para uma mesma empresa, tenhamos vagas que buscam perfis completamente diferentes: uma vaga seja voltada para o perfil especialista (técnico) e outra mais generalista (líder), exemplifica a gerente.

Nem sempre somos o candidato com o perfil ideal para o recrutador. No entanto, pode ser que sim. Mas, por temermos não nos encaixarmos, podemos nos autossabotar ao “idealizar” um tipo de personalidade para concorrer.

Imagina, você tem uma personalidade que coincide com o que a empresa está procurando, mas ao fazer um papel que seja diferente do que você é, no final das contas pode acabar perdendo a vaga.

Conclusão: se conhecer bem e ser você mesmo em uma dinâmica é o melhor a se fazer.

2. Participe das atividades

Nem todas as pessoas se sentem confortáveis em falar em público. Em condições de avaliação então, é ainda mais complicado.

Uma verdade em dinâmicas de grupo é que você precisa ser notado. O tempo costuma ser pequeno para cada pessoa, mas pode ser crucial para conseguir a vaga ou passar para a próxima fase do processo seletivo.

Esse é o momento que o recrutador tem para avaliar todos os candidatos e o instrumento que ele usa para essa avaliação são as atividades propostas.

Se o candidato ficar só como ouvinte e não conseguir ter espaço, o recrutador não consegue, de fato, avaliar, afirma Milie Raji.

3. Estude sobre a vaga

É indispensável que você saiba tudo sobre a vaga que pretende disputar. Isso é fundamental para que você possa destacar seus pontos que mais se encaixam ao que é pedido durante a entrevista.

Ter essa segurança ajuda, pois mostra que você sabe bem o que quer e porque pode ser o candidato que a empresa precisa para aquela vaga.

4. Confira as últimas notícias e negócios da empresa

Se você quer fazer parte de uma empresa, precisa se informar bem sobre sua história e informações atualizadas dentro do possível.

Demonstrar falta de conhecimento sobre a organização que você quer fazer parte é um ponto negativo.

Por outro lado, estudar sobre os negócios e as últimas notícias da empresa na mídia é indicado para mostrar que você tem interesse sobre a trajetória da empresa e fez o “dever de casa”.

5. Preste muita atenção nas orientações pré-tarefa

Em alguns casos, os recrutadores encaminham para os candidatos aprovados para a dinâmica de grupo orientações prévias.

Estas podem ser uma pré-tarefa ou até mesmo um texto para apoiar a discussão. Negligenciar esse material pode ser um grave problema.

Isso porque, além de mostrar que você não se dedicou ao que foi passado anteriormente, também vai ficar “perdido” em um eventual debate por não saber sobre o tema.

cinco dicas para se sair bem em dinamicas de grupo

Conheça dois exemplos de dinâmicas de grupo

A dinâmica de apresentação pessoal e um problema a ser resolvido na empresa são comuns para a maioria dos processos seletivos nessa fase.

Por outro lado, há atividades específicas que as empresas recrutadoras utilizam também, como no passo a passo dos exemplos abaixo:

Exemplo 1 – Game (Jogo)

  • Estagiários internos são indicados, fazem o processo e as vagas remanescentes vão para o mercado. São duas etapas separadas.
  • Utilizam o conceito de jogos do Battle Royale, em que são feitos rounds de discussões com avaliação e feedback em cada jogada.
  • Ferramenta desenvolvida para votação on time e ranking do game.
  • Mentoria na etapa final de uma diretora da empresa falando sobre os serviços e inovação.

Exemplo 2 – Estudo de caso em inglês

  • Modelo de Business Case tradicional contando sobre o negócio da empresa.
  • 80% da etapa presencial em inglês.
  • Última etapa onde utilizam realidade virtual para dar o retorno aos aprovados.

Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *