fbpx

7 dicas para o concurso de técnico de necropsia da PC-RJ

Compartilhe o conteúdo

O edital para o concurso PC-RJ 2020 está próximo e o cargo de técnico de necropsia se destaca como um dos mais cobiçados por exigir somente nível médio e possuir salário inicial de R$5.277,59.

Como são apenas 16 vagas iniciais para o cargo, você deve buscar meios de se destacar entre seus concorrentes. Seguindo as dicas abaixo para o concurso de técnico de necropsia, você já conseguirá direcionar melhor sua preparação.

Para isso, se informar o máximo possível sobre as particularidades do concurso para este cargo é fundamental, segundo O Especialista da Folha Dirigida, professor Alexandre Prado, e o professor de Biologia e Anatomia e também técnico de necropsia, Maxwell Almeida (@maxwelltostes).

 

policiacivil-rio-de-janeiro

O cargo de técnico de necropsia exige nível médio e possui salário inicial de R$5.277,59 (Foto: Divulgação/Governo do RJ)

1. Utilize o edital de 2009 como referência 

A PC-RJ anunciou o Instituto AOCP como banca organizadora do concurso 2020 para diversos cargos, entre eles o de técnico de necropsia.

Com isso, muitos estudantes questionaram sobre qual seria a melhor referência de estudo para o cargo. As últimas provas da banca ou da PC-RJ?

Segundo Maxwell Almeida, normalmente, ter ciência de qual é a banca organizadora do concurso já ajuda muito.

Vale a pena estudar por ela? Sim.

Será que as questões serão semelhantes? Tudo depende do edital.

Vale lembrar que o Instituto terá apenas um papel secundário neste concurso e a última prova de um órgão de polícia realizada por essa banca, do concurso para a PC-ES, não ofertou o cargo.

Maxwel recomenda, portanto, que o candidato utilize o edital de 2009, que foi o último da área de Necropsia no RJ, como referência.

“Quando sair o edital do Instituto AOCP, aí sim você começa a estudar especificamente, dentro do que foi pedido, por essa banca”, afirma o técnico de necropsia.

📝Você sabia que AOCP e Instituto AOCP são bancas diferentes?

2. O TAF não deve ser muito diferente de 2009

Segundo Alexandre Prado, é provável que o Teste de Aptidão Física do concurso de técnico de necropsia da PC-RJ não seja muito diferente do que aconteceu no ano de 2009.

O Especialista afirma isso pois, diferentemente de cargos como inspetor, os de necropsia não exigem tanto fisicamente, ainda que sejam policiais também.

“Até pela natureza do cargo e pelo custo que essa fase tem, porque cada vez que coloca um teste a mais e vai aumentando um grau de dificuldade, você vai colocando mais um profissional para cuidar disso”, explica Prado.

Mas lembre-se, mesmo com uma cobrança não tão rigorosa como para o cargo de inspetor, o candidato não deve ignorar o treinamento para essa etapa.

3. Não ignore esses dois tópicos do conteúdo programático

O trabalho com necropsia envolve verificar causas de morte. Portanto, segundo Maxwell, é preciso que o candidato entenda que a base da profissão deve ser um dos pontos para prestar muita atenção na hora de estudar.

O técnico de necropsia da PC-RJ revela que o que mais observa no IML é a chegada de óbitos provocados por problemas no sistema cardiovascular e respiratório.

Se eu fosse elaborar uma prova, claro que seria uma prova bem abrangente, mas com foco no sistema cardiovascular e respiratório, porque são as principais causas de morte que a gente observa dentro de um exame médico legal, afirma Almeida.

Segundo o profissional, isso acontece porque nem todos os corpos que chegam ao IML são provenientes de mortes violentas.

“Um indivíduo só deve ir para o IML caso haja uma dúvida sobre a causa da morte, mas nem sempre acontece isso. Por isso temos diversos caso no IML de serviço de verificação de óbito. Recebemos o corpo de um indivíduo que tem uma morte natural e, entre elas, cardiovascular e respiratório”, completa.

4. Lei Maria da Penha pode cair na prova

Em 2019, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, sancionou a Lei 8407/19, que obriga os concurso das polícias Militar e Civil do estado a cobrarem a temática da Lei Maria da Penha em seus concursos.

A questão é: como o tema pode ser cobrado na prova de técnico de necropsia? O professor Alexandre Prado explica que há três possíveis meios para isso:

  • Texto de Língua Portuguesa falando sobre;
  • Questão relativa às principais causas de morte;
  • Literalidade da lei, ou seja, para explicar ela diretamente.

6. O que você deve estudar para técnico de necropsia

Primeiro de tudo, a dica do Maxwell é que até a publicação do edital você esteja afiado na parte de conhecimentos específicos, que é Anatomia, Fisiologia, Biologia – com ênfase para mitose e meiose – e Português.

O que é certo de cair nessa prova é Português, a parte de anatomia macroscópica e microscópica e também a Maria da Penha. O que vier depois no edital e for complicado, você vai correr atrás do prejuízo , destaca Maxwell.

📝Como estudar Anatomia e Fisiologia para técnico de necropsia da PC-RJ

Um ponto levantado pelo técnico da PC-RJ e pelo professor Alexandre Prado também é a possibilidade de cair o estatuto do servidor.

“Eu não sei porque não cai para o técnico e auxiliar de necropsia o estatuto do servidor. Ele é um servidor regido pelo mesmo estatuto, o do policial. Então ele tem que saber como que é a promoção dele, quais as dedicações, a estrutura da carreira, os deveres, as obrigações e as consequências”, afirma Prado.

Fazer questões e simulados é uma boa alternativa para dar um gás nos seus estudos. Você já fez algum hoje?

simulado para tecnico de necropsia

7. Comece seus estudos para Necropsia a partir disso

Maxwell explica que a primeira coisa que você deve fazer é iniciar pelo básico, com um livro de ensino médio. Não adianta querer começar pelo conteúdo complexo do edital se você não sabe o conceito inicial.

O próximo passo, assim que evoluir nesse conteúdo, é procurar um livro de nível superior. A indicação do técnico é o livro Anatomia Humana Básica, de Dangelo e Fattini.

Segundo Maxwell Almeida, este é um livro com a linguagem clara, bem didático e que ajuda a orientar a pessoa sobre o que estudar.

O servidor da PC-RJ também recomenda atenção ao conteúdo de anatomia microscópica quando iniciar sua pesquisa.

Quando a  gente fala ‘ah, cai anatomia na prova’ estamos falando o que que cai em anatomia microscópica e macroscópica. E dentro da microscópica você tem a citologia, a histologia, a biologia celular de uma forma geral, mitose e meiose, desenvolvimento embrionário, explica. 

Ou seja, há vários pontos que podem ser sim abordados e cobrados para essa prova.

Portanto, atenção máxima na hora de estudar e não deixar nenhum ponto para trás.


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. Lucas Batista da Silva disse:

    Quando sair o edital data como posso me escrever

  2. Erica disse:

    Eu queria saber o dia e horário e onde e como podemos fazer a inscrição para o edital eu quero muito fazer

  3. Tatiana disse:

    Boa tarde existirá algum tipo de cota para negros ?como funciona na inscrição?obgd

    • Folha Dirigida disse:

      Olá, Tatiana. Tudo bem? De acordo com a Lei Nº 12.990, ficam reservadas aos negros 20% das vagas oferecidas nos concursos públicos. E isso deve ser replicado para o concurso da PC-RJ sim. No entanto, é importante frisar que as providências à serem adotadas no procedimento de inscrição, sobre como se inscrever, devem aparecer somente no edital. Nesse caso, recomendo aguardar a publicação oficial. Para saber as últimas atualizações do concurso, você pode acompanhar também o noticiário da Folha Dirigida. Segue o link: https://folhadirigida.com.br/concursos/policia-civil-rj/policia-civil-rj-diversos-cargos-2018/noticias Abraços, Blog FD!

  4. Oi boa tarde eu sou deficiente auditivo mas uso aparelho auditivo e com ele escuto 100% e eu posso fazer prova para essa area técnico de necropsia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *