fbpx

6 dicas sobre o que estudar para policial legislativo

Compartilhe o conteúdo

O edital do concurso Senado Federal é um dos mais esperados entre os futuros servidores. Com a oferta de cargos de níveis médio e superior, pode ter salários que chegam a mais de R$ 30 mil.

No final de 2019, foram autorizadas 40 vagas para técnico legislativo, na especialidade policial legislativo, advogado e analista legislativo (diversas especialidades).

O cargo que promete atrair muitos candidatos é o de policial legislativo, que prevê 24 vagas e exige apenas nível médio. Além disso, segundo o portal do Senado, essa carreira tem remuneração inicial de R$19.573,46.

Segundo o professor e auditor do TC-DF, Leonardo Murga, o concurso do Senado desperta o interesse de pessoas que já estão estudando há um bom tempo e de “veteranos” de concursos que querem melhorar de vida por seus atrativos financeiros.

Mas isso não deve ser um motivo para impedir você de tentar também. É preciso ter uma preparação extra e colocar o “pé no acelerador”.

Para isso, saber mais sobre o concurso e como se preparar é fundamental.

Confira 6 dicas sobre o que estudar para policial legislativo do Senado Federal!

concurso senado federal 2020

Um dos cargos que promete atrair muitos candidatos no concurso do Senado Federal é o policial legislativo (Foto: Agência Senado)

1. Busque conteúdo em mais de uma fonte de informação

Como falado anteriormente, esse é um concurso disputado, logo, é preciso que você busque o aprofundamento do conteúdo.

Assistir a uma videoaula e fazer questões em seguida somente não vai ser o suficiente.

O aprofundamento implica em você buscar o seu conteúdo em mais de uma fonte de informação. Às vezes, você vai pegar uma boa videoaula de Direito Constitucional, mas também vai ler um livro, recomenda Leo Murga.

Segundo o professor, você não deve achar que pode ir para essa prova sem ler, por exemplo, um bom livro de Direito Constitucional ou Poder Legislativo.

Aliar a estratégia de vídeos e questões com bons livros, que sejam completos, é fundamental para ter o conhecimento mais profundo.

O que eu quero dizer com isso? Invista mais tempo na parte teórica.

2. Jamais tirem o todo pela parte

Como assim? O professor Leonardo Murga explica que você não deve se espelhar em situações específicas vivenciadas por algumas pessoas na hora de definir o que você vai estudar.

Para concurso público, ele afirma que é bom pecar pelo excesso.

Eu entendo que você deve pegar um bom livro de Direito Constitucional e ler pelo menos o capítulo de Poder, Processo Legislativo e Constitucionalidade para fazer um concurso, por exemplo, para o cargo de analista do Senado, afirma Leonardo Murga.

Isso, segundo o professor, é você ir bem resguardado para a prova. Por outro lado:

“Só que aí vai ter uma ou outra pessoa que vai falar assim ‘ah, mas eu conheço alguém que entrou lá e não leu’. E parece que isso credencia a pessoa a não estudar”, explica Leo.

A questão aqui é: você realmente sabe o conhecimento técnico da pessoa que não leu? Sabe se ela pode não ter lido para esse concurso, mas leu aquele livro para outros antes? Sabe o histórico de estudo que ela tem?

Mesmo não estudando no momento, essa outra pessoa vai ter a bagagem acumulada na memória e mais facilidade para lembrar quando precisar.

O conselho é estimular uma musculatura na cabeça que faça você também conseguir desenvolver questões de alto nível.

“Se a prova vier mais aprofundada, você vai estar pronto. Se vier menos, você também estará”, completa.

3. Estude o Regimento do Senado completo

Estudar o Regimento Interno do Senado pode parecer assustador. Afinal, são 413 itens ao longo de quase 100 páginas que você deve estudar por completo. Leo Murga sugere como fazer essa leitura:

Você deve começar a leitura do regimento pelo artigo 412, que é o artigo que data os princípios gerais aplicados ao Processo Legislativo. Depois você vai andar para trás para fazer a leitura ordenada do regimento, explica.

Murga lembra também que, além do regimento do Senado, é preciso saber detalhes do Regimento do Congresso Federal. São dois regimentos para estudar e isso implica em momentos de colisão entre os dois.

A dica é fazer resumos muito bem feitos e que expliquem minuciosamente o que é o conteúdo de cada um destes regimes.

→ Conhece a técnica de resumos chamada mapas mentais?

4. Não descuide do conteúdo de Direito Constitucional

Se você está estudando para o concurso do Senado Federal, Leonardo Murga aponta que você não deve deixar de estudar para Direito Constitucional.

Para isso, o professor afirma que você deve começar lendo a lei seca da Constituição. Pegar o documento e analisar cada detalhe dele.

Murga recomenda também a leitura de livros como, por exemplo, Direito Constitucional, do Pedro Lenza, que aborda assuntos de Poder e Processo Legislativo, assim como Constitucional também.

O professor indica Controle de Constitucionalidade como um assunto que deve ser estudado com muita atenção nessa parte.

Assinatura Folha Dirigida

5. Atenção à prova de Português

No edital de 2011, a banca escolhida foi a FGV. Ainda não se sabe a que organizará o concurso de 2020, mas é bom ficar atento a alguns detalhes sobre a última prova.

Levando em consideração o modelo de prova, Leonardo Murga afirma que deve-se destacar a forma de cobrança das questões da FGV, que é completamente diferente de qualquer banca.

A FGV, mais do que qualquer outra banca em se tratando de Português, exige de você conhecimento da banca. O que eu recomendo é pegar livros de provas resolvidas e comentadas, explica.

Outros materiais que o professor indica que o candidato tem de conhecer por completo são os manuais da Presidência da República e de elaboração de textos do Senado.

Apesar de apresentarem pontos similares, afinal constam as regras de Português que são universais, Leo explica que é possível que alguns pontos adicionais sejam cobrados.

Conclusão: Leia os manuais, mas complete fazendo muitas questões da banca. Mesmo que não seja a FGV, é interessante utilizar ela como referência nesse caso por ser uma banca com alto grau de dificuldade.

→ Como se sair bem na prova de Português da FGV

6. Não ignore esses quatro temas do conteúdo programático

Segundo Leonardo Murga, para a prova de Conhecimentos Específicos, dois assuntos importantes para o Senado e que devem cair nas provas tanto da carreira de policial legislativo quanto para as demais, são: Abuso de Autoridade e CPI.

Abuso de autoridade é um dos assuntos mais importantes para o concurso do Senado para policial legislativo, junto com CPI. CPI foi assunto tanto na prova discursiva de 2008, quanto na de 2012 para policial legislativo. É um assunto fortíssimo para ser cobrado.

Além disso, o professor de discursivas destaca que é preciso estudar muito sobre todos os procedimentos policiais do próprio Senado.

Qual é a atuação do policial legislativo do Senado? O que ele faz? E também o que está agregado ao conhecimento que está cobrado no edital.

Saiba tudo sobre Medida Provisória e Processo Legislativo

Medida Provisória também é um tema muito forte para aparecer nas provas, segundo o professor, pois ela percorre três regimentos diferentes.

Quando a medida entra no Congresso, ela passa a correr pelo regimento comum do Congresso Nacional, que é uma resolução anexa desse regimento. Ali você tem o momento de avaliação dos pressupostos da medida provisória, explica Leo.

Depois que é avaliado o pressuposto, a medida vai  para a Câmara e em seguida para o Senado.

Ela tem essa característica de passar por três regimentos. Por isso, é importante ter esse conhecimento devido à sua participação ampla nessas instituições.

Por fim, Leo Murga afirma que o candidato deve estar voando em Processo e Poder Legislativo tanto em lei seca, jurisprudência e doutrina.

“Processo Legislativo é um assunto que aparece em qualquer cargo. Não existe você ir para essa prova sem estar voando em poder e processo legislativo”, finaliza Leonardo Murga.


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Bani Zoe disse:

    Nossa!!! Sou até arrepiada!! MTA informação! Mto estudo! MTA disciplina! Aiiii mto tudo e pouco cognitivo…ufa!!! Contudo, vcs estão de parabéns pela orientação, didática e explicação! Vlw😷🎯😥😱🗣💨💨💨⌨🔌⌨😁

    • Folha Dirigida disse:

      Olá, tudo bem? Que bom que gostou! Se tiver alguma sugestão de outros tipos de conteúdo, pode entrar em contato conosco! Abraços, Blog FD!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *