fbpx

Vai fazer o concurso de técnico judiciário do TJ-RJ? Confira dicas de aprovada!

Compartilhe o conteúdo

Você pensa em ser técnico judiciário do TJ-RJ? Por exigir apenas nível médio, o cargo se torna um atrativo a mais para quem sonha fazer parte do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Das 160 vagas do concurso TJ-RJ 2020, 85 são para técnico de atividade judiciária sem especialidade. Contando os vencimentos e auxílios locomoção e alimentação, o salário chega em R$5.556,06.

Por isso, se você quer largar na frente dos concorrentes, precisa conhecer muito bem sobre como se preparar para essa prova.

E como referência para essa jornada, nada melhor que um exemplo de quem foi aprovado nesse concurso.

Dayana Sales, também conhecida como a @corujinha_juridica, hoje é técnica do TJ-RJ, mas começou como muitos dos candidatos: precisou conciliar trabalho e estudos.

Formada em Direito, ela não só conseguiu conciliar esse tempo, mas buscou encontrar também a forma que melhor se encaixou em sua rotina de preparação.

Leia também: Como se planejar para o concurso do TJ-RJ?

dicas tecnico judiciario tj rj

Além de fazer muitas questões, anotar seus erros é uma boa técnica para estudar para o TJ-RJ (Foto: Freepik)

Como fazer um planejamento para técnico judiciário do TJ-RJ?

Para o cargo de técnico judiciário do TJ-RJ 2020, existe apenas uma fase, a prova objetiva, que é dividida em 20 questões de Conhecimentos Básicos e 40 de Conhecimentos específicos.

Como é uma prova que exige muito a temática de Legislação, a estratégia da Dayana Sales foi fazer um ciclo de estudos com duas ou três matérias com foco em muita lei seca e questões da banca organizadora.

Unir esses dois pontos foi essencial para o seu sucesso.

Disciplinas-Prova-Objetiva-Técnico-Judiciário-TJ-RJ

 

Como conciliar trabalho e estudos na preparação um concurso?

Você já se encontrou angustiado com a sua falta de tempo disponível para estudar?

Muitos de nós, enquanto nos preparamos para concursos, estamos ao mesmo tempo trabalhando ou estudando em uma universidade, por exemplo.

Com Dayana não foi diferente. Enquanto se preparava para o concurso TJ-RJ, trabalhava em período duplo, das 9h até 17h. Que estratégia montar nesse caso? Procurar seus tempos vagos.

“Eu acordava um pouco mais cedo e estudava antes de ir trabalhar (uma hora e meia) e depois quando voltava do trabalho (mais uma hora e meia). Estudava na hora do almoço mais uns 30 minutos e quando fosse possível ao longo do dia. No final de semana me dedicava um pouco mais, de cinco a seis horas”, explica a Corujinha Jurídica.

infografico-tempo-de-estudo

Qual melhor técnica de estudos que encontrou?

Além de fazer muitas questões, provas anteriores e ler a lei seca todos os dias, um método utilizado pela profissional e que deu certo para ela foi anotar no caderno todos os seus erros. Mas como assim?

“Se eu errasse alguma súmula, eu transcrevia a súmula toda. Se fosse um artigo de lei, eu transcrevia todo o artigo. Anotava nesse caderno os pegas da banca. Anotava no código os artigos mais recorrentes e na semana da prova só lia esses artigos”, explica.

A conclusão é que, futuro servidor, se você já conhece as disciplinas e tem uma rotina de estudos, ter esse reforço e um material de revisão mais sucinto, corrigindo todos os seus erros, é o ideal para não se desesperar quando a prova estiver próxima.

Assinatura Folha Dirigida

Como se planejar se você tem apenas três meses de estudos?

A prova do concurso TJ-RJ 2020 está marcada para o dia 21 de junho, cerca de três meses a partir da data de publicação deste post. Nesse caso, é preciso utilizar esse tempo de maneira cirúrgica.

Para quem está começando do zero, a dica da técnica do TJ-RJ é procurar um curso preparatório.

Por outro lado, quem está se preparando há um bom tempo e já conhece as matérias, deve estudar por um material que seja sucinto, com anotações pessoais, questões, revisão e leitura da letra da lei.

“Eu já estudava para concursos quando saí da faculdade. No início lia muitas doutrinas e isso me deu uma boa base. Quando saiu o edital, eu estudei bastante focada nos três meses até a data da prova”, relembra Dayana.

Como estudar para o Cebraspe?

dayana sales corujinha juridica

Dayana Sales explica que uma estratégia para estudar para o Cebraspe é com provas antigas (Foto: Arquivo Pessoal)

O Cebraspe, antigo Cespe/UnB, é um dos bichos papões dos estudantes para concursos. É preciso, nesse caso, entender muito bem os assuntos que serão abordados nesta prova.

Dayana explica que um meio é baixar as última provas e avaliar os assuntos que caem mais em cada disciplina.

Segundo ela, essa banca mescla a letra de lei com casos concretos, ou seja, você tem que saber contextualizar bem para acertar a questão.

Ela afirma que o caminho não deve ser decorar e sim ter a certeza que você entendeu o assunto por completo. Um bom método é utilizara Técnica de Feynman e simular uma aula para outra pessoa.

Duas matérias que devem ser prioridade no estudo são Direito Processual Penal e Direito Civil pois, segundo Dayana essas duas disciplinas “vão conduzir a vida do servidor dentro dos cartórios, das varas e dos gabinetes”.

Logo, atenção máxima a elas.

📝Certo ou Errado? Lembre última prova do Cebraspe para concurso TJ-RJ

Quais matérias você deve priorizar em três meses de estudos?

Uma disciplina levantada pela Corujinha Jurídica e que costuma ser negligenciada é a Língua Portuguesa.

Segundo ela, muitos candidatos acabam tendo um mal rendimento na hora da prova justamente por não ter estudado suficiente para Português.

Outros pontos considerados importantes pela servidora é Consolidação Normativa, LODJERJ e Legislações cobradas no edital.

📝Saiba como estudar para a prova de LODJ

Na parte específica, o foco maior deve ser na matéria de Processual, pois, como afirmado anteriormente, seu conteúdo é fundamental para aqueles que seguem a carreira como servidor do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Quais as maiores dificuldades no período de preparação?

Conciliar o trabalho e os estudos é um desafio. Nem sempre o candidato está bem disposto e o cansaço acaba sobressaindo.

Dayana aconselha que, caso isso aconteça com você, você tem que parar seu estudo naquele momento e recomeçar depois com a cabeça mais fresca.

“É preciso entender que vai ter dias que vamos precisar furar o nosso cronograma, seja por problemas de saúde, problemas pessoais ou qualquer outro motivo que lhe impeça de cumprir seu compromisso de estudar”, comenta.

O jeito é não se deixar abalar. Saber lidar com os problemas que possam surgir e ter uma boa preparação mental é muito importante nesse processo.

Por isso, sempre busque, além da dedicação nos estudos, atividades que contribuam com seu bem estar físico e mental. Unir esses três pilares é um grande passo para o seu sucesso.

Outro conselho da Dayana Sales é que o candidato se afaste de pessoas ou grupos de redes sociais negativos. Você não precisa se isolar, tem que atingir um equilíbrio em seu planejamento de acordo com a sua realidade.

Lembrem-se, nem sempre estudar oito ou dez horas por dia é eficaz. Utilize o seu tempo de estudo com qualidade, concentração e seriedade.

“Mesmo que você não trabalhe e tenha o dia inteiro, dá para estudar muito bem em três horas ou no máximo seis horas. Sempre respeitei meu limite. Se meu corpo dava sinais de cansaço ou fadiga mental, parava tudo e recomeçava no dia seguinte”, explica a técnica.

Chegou a véspera da prova: o que fazer?

Aqui está a parte assustadora. Chegou a data da prova e vem aquela ansiedade. Mas isso não precisa acontecer com você.

Explico: o momento, segundo a Corujinha, é de descansar, fazer uma atividade física leve ou um programa com amigos.

Isso ajudará você a ficar mais tranquilo e não “pilhar” muito. Você sabia que a ansiedade pode prejudicar no momento da prova?

📝Como diminuir a ansiedade nos estudos para concursos

Para evitar essa tensão, além de relaxar um dia antes, alguns pontos são necessário, entre eles:

  • Organize seus documentos
  • Durma cedo
  • Faça refeições leves

Mas considere isso: se você for uma pessoa que gosta de estudar, não pegue livros ou conteúdos densos, procure por suas anotações pessoais.

Desse modo, será mais fácil relembrar o conteúdo que você já absorveu sem forçar muito a sua mente naquele momento.

“Cada um tem seu ritmo e seus problemas pessoais para administrar. Vence quem sabe lidar com esses obstáculos no meio do caminho. Vence quem tem sabedoria e equilíbrio emocional”, finaliza Dayana Sales.

vespera_prova_o_que_fazer

 


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Folha Dirigida disse:

    Olá, Noemia. Tudo bem? Que bom que gostou das dicas da Dayana! A Técnica de Pomodoro é uma ótima alternativa para estudos! Caso tenha alguma sugestão do seu interesse, pode entrar em contato conosco também! Abraços, Blog FD!

  2. Noemia disse:

    Boa noite, excelente essa orientação da Dayana quanto focar nas matérias da legislação específica, Direitos processual e Civil pois , temos que absorver conhecimento sobre assunto para desenvolvermos com eficácia e obter eficiência, adotei a Técnica Feinman como carro chefe e obtenho resultados maravilhosos , utilizo bastante o PDF, pois, aproveito para ler e fazer resumos do mesmo, também é interessante filtrar dentro dos assuntos mais cobrados o percentual do que mais cai sobre tal assunto. Exemplo : Direito Administrativo , Lei 8429 /93 atos de improbidade , além de saber quais são os atos , saber quantas perguntas é pedida de cada ato . Espero ter contribuído . Boa noite mais uma vez.

  3. Folha Dirigida disse:

    Olá, José! Tudo bem? Que bom que o conteúdo está ajudando você!! Caso tenha alguma sugestão do seu interesse, pode entrar em contato conosco! Abraços, Blog FD!

  4. José Barbosa de Lucena Filho disse:

    Boa noite,
    eu estava perdido de como estudar, legislações e leis, mas após o esclarecimento da professora, Claudete, agora, fiquei mas esclarecido e confiante de como estudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *