fbpx

Concursos para tribunais 2022: fique de olho

Se você está procurando uma oportunidade no serviço público, vale a pena ficar de olho nos concursos de tribunais 2022.

Isso porque cargos como o de técnico judiciário tem como único requisito o ensino médio completo e ganhos de cerca de R$4 mil mensais. Então, ao contrário do que muitos podem pensar, não precisa ter nível superior em Direito para conseguir uma oportunidade no Poder Judiciário.

Confira abaixo as principais oportunidades nos concursos de tribunais em 2022!

concursos de tribunais 2022

Os concursos de tribunais de 2022 têm diversas oportunidades mesmo para quem tem apenas até o ensino médio completo (Foto: Freepik)

Concursos de tribunais 2022 previstos

Confira quais são os concursos de tribunais para 2022 que ainda estão para acontecer! Dica: use o menu acima para conferir as informações dos tribunais de seu interesse.

Concurso TJ MG

Um dos concursos de tribunais em 2022 mais esperados é o do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, inclusive pelos próprios servidores, o que demonstra a urgência pela seleção.

De acordo com o presidente do TJ MG, a publicação do edital deve ocorrer entre março e abril.

A oferta será para cargos da área de apoio do tribunal. Haverá vagas imediatas e para formação de cadastro de reserva.

Segundo o projeto básico, ao qual a Folha Dirigida teve acesso, a distribuição dos cargos será para oficial de justiça com requisito de apenas ensino médio completo e para assistente técnico de controle financeiro, que tem como requisito o curso médio/técnico de Contabilidade.

No nível superior, as oportunidades são para:

  • Administrador (graduação em Administração ou Gestão Pública)
  • Analista de Tecnologia da Informação (graduação em Tecnologia da Informação e experiência mínima de dois anos na área)
  • Analista Judiciário (graduação em Direito)
  • Assistente Social (graduação em Serviço Social e registro)
  • Bibliotecário (graduação em Biblioteconomia e registro)
  • Contador (graduação em Ciências Contábeis e registro)
  • Enfermeiro (graduação em Enfermagem e registro)
  • Engenheiro Civil (graduação em Engenharia Civil e registro)
  • Psicólogo (graduação em Psicologia e registro)
  • Engenheiro Eletricista (graduação em Engenharia Elétrica e registro)
  • Engenheiro Mecânico (graduação em Engenharia Mecânica e registro)
  • Médico (graduação em Medicina e registro)
  • Revisor Jurídico (graduação em Letras ou Direito e registro)

O número de vagas não foi revelado. O vencimento básico para oficial judiciário (nível médio) é de R$2.986,57. Já para analista judiciário (nível superior) é de R$4.677,09.

Os servidores do TJ MG também recebem benefícios como: auxílio-alimentação de R$1.100; auxílio-transporte de R$150 e auxílio saúde.

Provas do concurso TJ MG

O concurso para o TJ de Minas Gerais terá provas objetivas para todos os cargos e provas discursivas apenas para analista judiciário (nível superior).

A aplicação será em Belo Horizonte, Betim, Contagem, Diamantina, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha.

Ao todo, os candidatos ao cargo de oficial deverão responder a 60 questões de múltipla escolha de:

Para analista Judiciário na especialidade de Tecnologia da Informação:

  • Língua Portuguesa: 15 questões
  • Noções de Direito: 15 questões
  • Inglês Técnico : cinco questões
  • Conhecimentos Específicos: 20 questões
  • Raciocínio Lógico: cinco questões

O analista judiciário graduado em Direito deverá responder:

  • Língua Portuguesa: 20 questões
  • Noções de Informática: 10 questões
  • Conhecimentos Específicos: 25 questões
  • Raciocínio Lógico: cinco questões

Por fim, para os demais cargos de analista judiciário, as matérias são:

  • Língua Portuguesa: 15 questões
  • Noções de Direito: questões 15
  • Noções de Informática: cinco questões
  • Conhecimentos Específicos: 20 questões
  • Raciocínio Lógico: cinco questões

Por sua vez, a discursiva para para as especialidades de Analista Judiciário e Bibliotecário consistirá em texto dissertativo abordando tema de conhecimento específico. Para as demais especialidades será estudo de caso.

Concurso TJ PI

O concurso do Tribunal de Justiça do Piauí já tem comissão formada e previsão de 100 vagas para técnicos e analistas em várias áreas, com maior parte delas para os cargos de nível superior. Quatro das áreas previstas são de Assistência Social, Psicologia, Enfermagem e Contabilidade.

A banca organizadora escolhida será divulgada ainda em abril. Segundo fontes informaram à reportagem da Folha Dirigida, até o momento, o Idecan é uma das favoritas na disputa.

O último concurso TJ PI foi em 2015. Foram 180 vagas de nível superior, além da formação de cadastro reserva. Naquela época, as oportunidades foram nas áreas:

  • Judiciária (escrivão judicial e oficial de justiça e avaliador)
  • Apoio Especializado (análise de sistemas/banco de dados, análise de sistemas/desenvolvimento, análise de sistemas/telecomunicações, auditor, contador, enfermeiro, engenheiro eletricista, médico, nutricionista, odontólogo, psicólogo e psiquiatra)
  • Administrativa (analista administrativo e analista judicial)

O concurso TJ PI foi organizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e chegou a ser suspenso para investigação de fraude.

As provas objetivas reuniram 100 questões, sendo 30 serão de Língua Portuguesa e 70 de Conhecimentos Específicos. Já as disciplinas de Raciocínio Lógico e Legislação Específica ficaram incluídas nos Conhecimentos Específicos.

Concurso TJ ES

O presidente do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, o desembargador Fabio Clem, anunciou a necessidade de um novo concurso para o órgão. Porém, ainda não há mais informações.

Até dezembro de 2019, o TJ ES tinha 660 cargos vagos. Desse quantitativo, 598 eram de analistas judiciários (nível superior), 16 de analistas judiciários especiais (nível superior) e 46 de técnicos judiciários (nível médio).

O último concurso foi realizado em 2011. A oferta foi de 455 vagas para analistas judiciários, de níveis médio e superior.

As provas foram organizadas pelo Cebraspe, que aplicou exames objetivos de Conhecimentos Básicos e de Conhecimentos Específicos, com 70 questões ao todo, para todos os cargos.

> Concursos Tribunais: salários dos servidores

Concurso TJM MG

O Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais foi autorizado a realizar um novo concurso para o cargo de juiz substituto. O aval é para quatro vagas e a previsão é de que  edital seja publicado ainda em 2022.

De acordo com o Portal da Transparência, o juiz de Direito do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais tem ganhos iniciais de R$ 33.689,11.

Para concorrer é preciso ter curso de nível superior em Direito, além de outras exigências específicas que devem ser confirmadas em breve.

O último edital para magistratura foi divulgado em 2002, com vagas para juiz auditor substituto da Justiça Militar do Estado de Minas Gerais.

Na época, os concorrentes foram avaliados através de várias etapas de seleção, sendo elas:

1ª etapa: prova objetiva seletiva
2ª etapa: inscrição definitiva
3ª etapa: provas escritas
4ª etapa: uma prova oral
5ª etapa: avaliação de títulos

Na prova objetiva, os candidatos tiveram quatro horas para responder a 60 questões de múltipla escolha, sendo dez para cada uma das matérias a seguir:

  • Direito Penal Militar
  • Direito Processual Penal Militar
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Legislação Estadual e Federal relativa às Organizações Militares do Estado de Minas Gerais
  • Organização Judiciária Militar Estadual

Concurso TJ MA

Entre os concursos de tribunais 2022, o do Tribunal de Justiça do Maranhão é um dos que já tem banca definida. O escolhido foi o Cebraspe para organizar a seleção que visa preencher 15 vagas imediatas para juiz substituto no órgão.

A carreira tem como requisitos: diploma de nível superior em Bacharelado em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e três anos de atividade jurídica exercida após a obtenção do grau de bacharel.

As remunerações iniciais, conforme o portal da transparência, são de R$30.404,47. No decorrer da carreira, conforme as progressões, os valores poderão ser ainda maiores.

Último concurso TJ MA

O último concurso TJ MA para juiz substituto foi realizado em 2012. A oferta foi de 31 vagas para preenchimento imediato, além de formação de cadastro de reserva.

Os salários, na época, foram de R$20.667,85. Com a organização do Cebraspe (Cespe/UnB), a seleção foi composta pelas seguintes etapas:

  • Prova objetiva
  • Provas escritas
  • Inscrição definitiva, sindicância da vida pregressa e investigação social, exame de sanidade física e mental e exame psicotécnico
  • Prova oral
  • Análise de títulos
  • Curso de formação

Por sua vez, na prova objetiva do último concurso TJ MA, os candidatos tiveram que responder a 100 questões, distribuídas por três blocos, da seguinte forma:

Bloco I – 35 questões sobre:

  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito do Consumidor
  • Direito da Criança e do Adolescente
  • Juizados especiais

Bloco II – 35 questões sobre:

  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Direito Constitucional
  • Direito Eleitoral
  • Direito Judiciário

Bloco III – 30 questões sobre:

  • Direito Empresarial
  • Direito Tributário
  • Direito Ambiental
  • Direito Administrativo

Concurso TJ DFT

Dentre os concursos de tribunais 2022, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios também tem em vista uma nova seleção para juiz substituto.

Em resposta à Folha Dirigida, o órgão informou que as despesas para contratação da banca organizadora foram incluídas no Plano Anual de 2022, após aprovação do Comitê de Contratações.

O cargo de juiz substituto do Distrito Federal tem os seguintes requisitos: Bacharelado em Direito há três anos e atividade jurídica até a data de inscrição definitiva de três anos.

De acordo com dados de dezembro de 2021, o TJDFT apresenta 114 cargos vagos de juiz substituto que podem ser preenchidos mediante o novo concurso. A remuneração inicial do cargo é R$32.004,65.

Último concurso TJ DFT

O último concurso para o cargo no órgão aconteceu há sete anos.

Ao todo, foram abertas 71 vagas imediatas, sendo 53 para ampla concorrência, quatro para pessoas com deficiência e 14 para negros.

O Cebraspe foi o organizador da seleção. Os candidatos foram submetidos as seguintes etapas:

  • Primeira etapa – prova objetiva seletiva, de caráter eliminatório e classificatório
  • Segunda etapa – duas provas escritas (questões e prática de sentenças cível e criminal, de caráter eliminatório e classificatório
  • Terceira etapa – inscrição definitiva e sindicância da vida pregressa e investigação social exame de sanidade física e mental; exame psicotécnico
  • Quarta etapa – prova oral, de caráter eliminatório e classificatório
  • Quinta etapa – avaliação de títulos, de caráter classificatório, de responsabilidade do TJDFT

 A prova objetiva foi composta por 100 questões, distribuídas em três blocos:

Bloco I: 30 questões

  • Direito civil
  • Direito processual civil
  • Direito do consumidor
  • Direito da Criança e do Adolescente

Bloco II: 40 questões

  • Direito penal
  • Direito processual penal
  • Direito constitucional
  • Direito eleitoral

Bloco III: 30 questões

  • Direito empresarial
  • Direito tributário ambiental
  • Direito administrativo

Concurso TRT 2

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª região, com sede em São Paulo, começou a debater um novo edital para o cargo de juiz.

O último concurso para magistratura no órgão aconteceu em 2016, com 133 vagas para a carreira de juiz do trabalho substituto.

Na época, a remuneração era de R$27.500,17 e as inscrições foram recebidas pelo próprio tribunal.

As etapas do concurso foram:

  • Provas objetivas
  • Provas escritas discursiva e sentença; inscrição de
  • Exame de sanidade física, mental e aptidão psicológica
  • Sindicância da vida pregressa e investigação social
  • Prova oral
  • Avaliação de títulos

Já para a área de apoio, o último concurso do TRT 2 foi em 2018 com oferta de 320 vagas de técnico e analista.

O destaque da seleção foi o cargo de técnico administrativo, que exige apenas nível médio completo e teve 144 vagas imediatas. No nível médio destacaram-se também as 35 vagas de técnico de segurança.

O concurso de 2018 ainda está na validade.

Concurso TRT 3

O Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais já teve o seu novo concurso autorizado com vagas para técnicos e analistas. Apesar do número de vagas ainda não ter sido divulgado, segundo dados do Portal da Transparência, o órgão conta com 291 posições de técnicos e 194 de analistas vagas.

O último concurso para o TRT3 3 aconteceu em 2015 para a formação de cadastro reserva. Organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), ele contou com os cargos de técnico (nível médio ou médio/técnico) e analista (nível superior) judiciários em várias especialidades.

Concurso TRT 4

Quem também se programa para lançar um novo concurso é o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª região, que já organiza a comissão responsável pela seleção.

O TRT4 conta com 424 cargos vagos, do total de 3.540 possíveis no órgão. Dessa forma, há um déficit de aproximadamente 12% no quadro de pessoal do órgão.

Entretanto, por questões orçamentárias, apenas sete cargos podem ser preenchidos imediatamente com um novo concurso. Mesmo assim, é necessário um novo edital, pois o TRT RS não pode ficar sem concurso válido.

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul não realiza concurso há mais de cinco anos, já que o último concurso TRT RS teve edital publicado em 2015. Na época, foram 18 vagas imediatas e formação de cadastro de reserva.

As chances foram para os cargos de analista judiciário e técnico judiciário. Os concorrentes foram avaliados através de provas objetivas e discursivas, com caráter eliminatório e classificatório.

A prova foi composta por 30 questões de Conhecimentos Básicos, com peso 1, 30 de Conhecimentos específicos, com peso 2, e uma redação.

As disciplinas de Conhecimentos Básicos foram:

  • Português
  • Raciocínio Lógico-Matemático
  • Legislação
  • Noções de Informática (exceto para especialidade T.I.).

Concurso TRT 5

O Tribunal Regional do Trabalho da 5ª região, com sede na Bahia, formou um grupo de trabalho com o intuito de realizar um novo concurso.

Ele é esperado desde de 2018. A última seleção para o órgão aconteceu há quase 10 anos, em 2013.

Ela visava o preenchimento de vagas nas carreiras de técnico e analista judiciários. Para oficiais de justiça, o último concurso perdeu a validade em 2019. As seleções também foram organizadas pela FCC.

Na ocasião, foram ofertadas apenas 13 vagas, mas as nomeações realizadas ao longo dos últimos anos chegaram a quase 200. Do total, oito eram para o cargo de técnico judiciário, que exigia nível médio, e outras cinco eram para a função de analista judiciário nas áreas administrativa, judiciária e oficial de justiça.

No cadastro de reserva, tinha oportunidades para as áreas de Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, Contabilidade, Enfermagem, Engenharia, Estatística, Fisioterapia, Medicina, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e Tecnologia da Informação.

A prova objetiva foi composta por um total de 60 questões das seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico Matemático
  • Regime Jurídico dos Servidores Públicos da União
  • Processo Administrativo
  • Regimento Interno do TRT 5
  • Conhecimentos Específicos

Os candidatos também precisaram fazer ainda uma redação. As provas foram aplicadas em Salvador.

Concurso TRT 8

O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, que abrange os estados do Pará e Amapá, pretende realizar um novo concurso ainda em 2022. Uma comissão já está formada para sua organização.

Caberá à equipe escolher e contratar a banca. Somente após esse processo, o edital poderá sair.

O último concurso do TRT 8, em 2015, está na validade até dezembro deste ano. As vagas foram para técnico e analista, com níveis médio, médio/técnico e superior.

Somente para a carreira de analista judiciário, na área de Tecnologia da Informação, foram 28 vagas. O cargo teve como pré-requisito o nível superior ou a pós-graduação em Informática.

O concurso teve organização do Cebraspe. Na época, os ganhos iniciais oferecidos para os técnicos eram de R$6.224,79, já com o vencimento básico, a Gratificação por Atividade Judiciária (GAJ) ,a Vantagem Pecuniária Individual (VPI) e o auxílio-alimentação, de R$799.

No caso dos analistas (exceto oficial de justiça), a remuneração inicial era de R$9.662,84. Nesse valor também foi incluído o salário básico, a GAJ, a VPI e o auxílio-alimentação.

Os aprovados para a função de analista, na especialidade oficial de justiça avaliador, receberam R$11.284,62, somados o rendimento básico, a GAJ, a VPI, o auxílio-alimentação de R$799 e ainda a gratificação de atividade externa (GAE).

Concurso TRT 9

O Tribunal Regional do Trabalho da 9ª região, do Paraná, formou comissão para a realização de um novo concurso.

O último concurso TRT PR teve edital em 2015 e a seleção foi homologada em 2016. Em 2017, o prazo de validade foi prorrogado por mais 18 meses, ficando válido até junho de 2019.

O concurso TRT PR de 2015 foi destinado à formação de cadastro de reserva. As oportunidades foram para as carreiras de técnico, de níveis médio e médio/técnico, e analista judiciário, de nível superior.

As chances foram para cargos de técnico das áreas Administrativa e de Segurança e Tecnologia da Informação. Já as vagas para analista foram para as especialidades Judiciária e Oficial de Justiça Avaliador Federal, Administrativa e Tecnologia da Informação.

Concurso TRT 16

Entre os concursos de tribunais 2022, o Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região, no Estado do Maranhão, também formou comissão para realizar um novo concurso TRT MA.

O último concurso do órgão foi realizado em 2014 e homologado no mesmo ano. O prazo de validade expirou em outubro de 2018 e este é um dos motivos pelo qual a comissão organizadora foi formada.

A seleção foi organizada pela Fundação Carlos Chagas (FCC), que poderá ser convidada para o próximo. Na época, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e redação.

O concurso daquele ano trouxe oferta de 21 vagas, além de formação de cadastro de reserva. As oportunidades foram para técnico judiciário (níveis médio e médio/técnico) e analista judiciário (superior), em várias especialidades.

Concurso TRT 17

O Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região, com sede no Espírito Santo, estuda realizar um novo concurso, conforme informou à Folha Dirigida.

O órgão não tem concurso válido desde 2018. Nesse mesmo ano o tribunal chegou a ter um novo concurso autorizado mas, suspenso desde 2019, a seleção não teve continuidade.

O último edital para o TRT 17 foi publicado em 2017 com 23 vagas mais formação de cadastro de reserva para os cargos de técnico e analista, de níveis médio e superior, respectivamente.

Na época, os ganhos eram de R$4.635,03 (nível médio), R$7.566,42 (nível superior) e R$9.188,20 (nível superior – oficial de Justiça), para uma jornada de trabalho de 40h semanais.

Todos os candidatos realizaram prova objetiva composta por 120 questões de Conhecimentos Básicos e Específicos. Somente os inscritos ao cargo de analista judiciário também passaram pela avaliação discursiva e análise de títulos.

Concurso TRT 22

Em breve, devem haver novidades sobre um novo concurso para o Tribunal Regional do Trabalho da 22ª região, com sede no Piauí. Isso porque foi aprovada a realização de uma nova seleção.

O TRT22 não realiza concurso público há mais de dez anos. O último edital para efetivos foi publicado em 2010, com oportunidades para técnicos e analista, de níveis médio e superior.

Na época, foram nove vagas, além da formação de cadastro de reserva. Os cargos foram de técnico judiciário, na área administrativa, e técnico com especialidade tem Tecnologia da Informação, ambos de nível médio.

Já para nível superior, as oportunidades foram nas carreiras de analista judiciário na área judiciária, na execução de mandados, na área administrativa e também com especialidade em TI.

Concurso TRT 23

Dos concursos TRTs 2022, o do Mato Grosso é o mais distante de acontecer. Em resposta à equipe da Folha Dirigida, o tribunal disse não ter disponibilidade de recursos orçamentários para realizar concurso de servidores em 2022.

O TRT 23 estuda outras alternativas para repor o seu quadro de pessoal, mesmo que não possa realizar concurso, como reaproveitando de outros órgãos. O último concurso TRT MS foi realizado em 2015 com vagas em cargos de técnicos e analistas.

Concurso TRF 1

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região tem a previsão de abertura de novo concurso para juiz substituto. A comissão já foi formada e o edital pode ser publicado em breve.

Para servidores, o último concurso foi realizado em 2017 e teve o prazo de validade prorrogado até 11 abril de 2022.

Concurso TRF 3

O TRF3 tem concurso previsto para a área de apoio. No momento, está sendo avaliada a continuidade do pregão para a escolha da banca organizadora.

Os cargos e a quantidade de vagas já foram divulgados. Serão nove vagas para técnico judiciário e seis para analista judiciário, ambos em diversas especialidades e respectivamente com requisitos de nível médio e superior.

Os aprovados terão ganhos iniciais de R$8.501,45 (técnico, exceto área de Segurança), R$9.608,52 (técnico de segurança) ou R$13.365,38 (analista). Todos os valores já contam com o auxílio-alimentação de R$910,08.

Em outubro de 2021, foi publicado o edital para o concurso de juiz. Nele, foram oferecidas 106 vagas para ganhos de até R$32.004,65.

Concurso TRF 4

O concurso TRF4 para juiz federal teve autorização no dia 15 de dezembro de 2021. O número de vagas ainda não foi divulgado.

Conforme dados do portal da transparência do órgão, hoje em dia, o TRF4 apresenta três cargos vagos de juiz substituto. O tribunal também já contratou os membros da banca examinadora.

No que diz respeito à área de apoio, o TRF4 tem concurso vigente, cujo edital foi publicado em 2019.

Concurso TRF 6

Com a aprovação da lei que cria o TRF 6, com jurisdição em Minas Gerais, fica em vista um concurso para o novo órgão, o que já faz com que ele entre na nossa lista de concursos de tribunais 2022 para acompanhar.

Com isso, o estado deixa de compor o TRF da 1ª Região, composto pelo Distrito Federal e mais 12 estados do Norte e do Centro-Oeste. O projeto de lei de criação do novo tribunal federal de segunda instância foi aprovado pelo Senado Federal no dia 22 de setembro e ganhou sanção presidencial no dia 20 de outubro.

Concurso TREs unificado

A grande novidade nos concursos de tribunais 2022 foi a notícia de que será realizado um novo concurso unificado para os órgãos.

A ideia é que seja publicado um único edital com vagas para o próprio TSE e Tribunais Regionais Eleitorais que demonstrem interesse e necessidade de pessoal.

Até agora, os tribunais que manifestaram interesse em participar da seleção foram:

  • TRE GO
  • TRE RJ
  • TRE SP
  • TRE MT
  • TRE PI
  • TRE SC
  • TRE RN

Por outro lado, no que diz respeito aos concursos de tribunais 2022, os TREs do Maranhão, Minas Gerais, Pará e Paraná não apresentaram uma decisão fechada.

Concursos de tribunais 2022 que já saíram

O ano de está tão agitado no que diz respeito à área de tribunais que alguns dos concursos de tribunais 2022 saíram, enquanto outros já encerraram o prazo de inscrições.

Concurso TJ MS

O Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul divulgou edital para analista judiciário, cargo de nível superior que tem como requisito a graduação em Direito. Os ganhos chegam a R$8.108,22, já considerando o auxílio-alimentação de R$1.300.

São 250 vagas para formação de cadastro reserva. As inscrições vão de 21 de março a 19 de abril, no site da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Os candidatos terão prova objetiva, no dia 5 de junho, das 13h às 17h. A avaliação contará com 60 questões. A estrutura do exame será a seguinte:

Conhecimentos Básicos – 20 questões

  • Língua Portuguesa: 15 questões
  • Noções de Legislação: cinco questões

Conhecimentos Específicos – 40 questões

  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal

Será aprovado quem acertar, no mínimo, 20 questões de Conhecimentos Específicos e 30 do total da prova. O concurso terá validade de dois anos, podendo chegar a quatro.

Concurso TJ DFT

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal teve as inscrições encerradas no dia 14 de março. A oferta é de 112 vagas em cargos de técnico e analista, em várias especialidades.

São 24 para níveis médio e médio/técnico, sendo 20 para técnico da área administrativa e quatro para o técnico judiciário da área de enfermagem.

As 88 vagas no nível superior são de analista em:

  • Administração: três vagas
  • Análise de Dados: cinco vagas
  • Análise de Sistemas: cinco vagas
  • Área Judiciária: 36 vagas
  • Arquivologia: uma vaga
  • Contabilidade: três vagas
  • Engenharia Elétrica: duas vagas
  • Estatística: duas vagas
  • Medicina do Trabalho: duas vagas
  • Medicina (Psiquiatria): duas vagas
  • Oficial de Justiça Avaliador Federal: cinco vagas
  • Psicologia: quatro vagas
  • Segurança da Informação: cinco vagas
  • Serviço Social: nove vagas
  • Suporte em Tecnologia da Informação: quatro vagas

As remunerações são de R$8.501,44 para técnico e de R$13.365,38 para analista. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$910,08. A carga de trabalho será de 40 horas semanais. Há também benefícios.

As provas terão 60 questões de múltipla escolha. Elas versarão sobre conteúdos de Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos.

Para técnico, as matérias serão:

Conhecimentos Gerais: 20 questões

  • Língua Portuguesa: 10 questões
  • Ética no Serviço Público, Regimento Interno, Lei de Organização Judiciária, Provimento Geral da Corregedoria e Provimento Judicial Aplicado ao Processo Judicial Eletrônico: 10 questões

Conhecimentos Específicos: 40 questões

  • Noções de Administração de Recursos Humanos e Gestão Pública
  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Penal
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Noções de Direito Civil
  • Noções de Direito Processual Civil

Na prova discursiva do concurso TJDFT, os candidatos aos cargos de técnico realizarão uma redação dissertativa, cujo tema será conhecido somente no dia do exame.

Já os analistas terão que responder a duas questões discursivas relacionadas aos Conhecimentos Específicos do respectivo cargo.

Concurso TJ RS

Entre os concursos de tribunais de 2022, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul também já publicou edital com 28 vagas de nível superior.

São 24 para oficial de justiça estadual e outras quatro para analista do poder judiciário, na área de Serviço Social.

Conforme consta no edital, no caso do oficial de justiça, o vencimento básico será de R$6.361,94, mas com as gratificações o valor pode chegar aos R$9 mil. Já para o posto de analista o vencimento inicial será de R$7.352,93, podendo receber adicionais e gratificações.

A aplicação das provas objetivas está prevista para o dia 12 de junho, no turno da manhã. Para ambos os cargos serão cobradas 80 questões. Os candidatos terão 4 horas para terminarem a avaliação.

Para oficial de justiça, as 80 questões serão:

  • 30 questões de Língua Portuguesa, valendo 30,0 (trinta) pontos
  • 42 questões de Conhecimentos Específicos/Tópicos de Legislação, valendo 42,0 (quarenta e dois) pontos
  • Oito questões de Microinformática, valendo 8,0 (oito) pontos

Na função de analista do poder judiciário – Serviço Social, a divisão será:

  • 30 questões de Língua Portuguesa, valendo 30,0 (trinta) pontos.
  • 30 questões de Conhecimentos Específicos, valendo 30,0 (trinta) pontos.
  • 15 questões de Tópicos de Legislação, valendo 15,0 (quinze) pontos.
  • Cinco questões de Microinformática, valendo 5,0 (cinco) pontos.

Concurso TJ CE

O concurso do Tribunal de Justiça do Ceará, que tem a Fundação Carlos Chagas (FCC) como banca, já publicou o seu edital.

Ao todo, 51 vagas são para a seleção, sendo 41 delas para analista judiciário e dez para oficial de justiça, além das reservadas para formação de cadastro de reserva.

No primeiro caso, é necessária graduação em Informática, tanto para a área de Sistemas da Informação quanto para a área de Infraestrutura de TI. Já o oficial de justiça precisará ter o nível superior em Direito. As remunerações são de, respectivamente, R$8.795,28 e de R$8.795,28.

As inscrições ficam abertas até o dia 6 de maio, no site da banca organizadora. Já as provas estão marcadas para o dia 19 de junho em Fortaleza, capital do estado.

Para os cargos de analista, serão cobradas 60 questões mais um estudo de caso. Na parte geral, os concorrentes responderão a questões de Língua Portuguesa, Inglês Instrumental, Raciocínio Lógico e Matemático e Ética no Serviço Público.

Os candidatos ao cargo de oficial, por sua vez, realizarão a prova objetiva em junho e o estudo de caso somente no dia 7 de agosto. Neste caso, o exame de múltipla escolha terá a mesma divisão dos analistas, entre Conhecimentos Básicos e Específicos, com exceção da disciplina de Inglês na primeira parte da prova.

Último concurso TJ CE

O último concurso TJ CE foi em 2019, com 328 vagas. Desse total, oito foram imediatas e 320 para formação de cadastro de reserva.

Ao todo, 287 oportunidades foram para técnico judiciário (área Judiciária) e 41 foram distribuídas por funções da área Técnico-Administrativa. Para concorrer era preciso ter o nível médio e a remuneração inicial era R$5.077,45.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetiva e discursiva, com a organização da Fundação Getulio Vargas (FGV).

A primeira etapa contou com 70 questões, sendo 30 de Conhecimentos Básicos e 40 de Conhecimentos Específicos.

As disciplinas para técnico judiciário na área judiciária foram:

Conhecimentos Básicos

  • Língua Portuguesa: 22 questões
  • Organização Judiciária do Estado do Ceará e Direitos das Pessoas com Deficiência: oito questões

Conhecimentos Específicos

  • Noções de Direito Constitucional: 10 questões
  • Noções de Direito Administrativo: 10 questões
  • Noções de Direito Processual Civil : 10 questões
  • Noções de Direito Processual Penal: 10 questões

Já para o técnico judiciário na área administrativa foram cobradas:

Conhecimentos Básicos

  • Língua Portuguesa: 22 questões
  • Organização Judiciária do Estado do Ceará e Direitos das Pessoas com Deficiência: oito questões

Conhecimentos Específicos

  • Noções de Administração Pública: 10 questões
  • Noções de Gestão Pública: 10 questões
  • Noções de Direito Constitucional: 10 questões
  • Noções de Direito Administrativo: 10 questões

Concurso TJ TO

O Tribunal de Justiça do Tocantins tinha novo edital previsto para o mês de março, que já foi publicado.

O projeto básico do concurso já previa 63 vagas mais a formação para cadastro reserva, nos seguintes cargos:

  • Nível médio: técnico judiciário – apoio judiciário e administrativo (50 vagas mais CR) e informática (oito vagas mais CR) ; e
  • Nível superior: contador/distribuidor – Ciências Contábeis ou Econômicas (cinco vagas mais CR).

Os aprovados de nível médio terão ganhos de R$7.312,99, sendo R$5.625,38 de vencimento mais R$1.687,61 pela Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ).

No nível superior, os ganhos serão de R$12.243,37, sendo R$9.417,98 de vencimento mais R$2.825,39 de GAJ.

As inscrições ficam abertas até o dia 28 de maio, no site da banca organizadora do concurso. As provas estão marcadas para o dia 26 de junho.

Provas TJ TO

Para o cargo de Contador/Distribuidor, será realizada a avaliação objetiva (questões divididas em conhecimentos básicos e específicos) e a discursiva (conhecimentos específicos aplicados).

As disciplinas cobradas serão:

  • Língua Portuguesa: 24 questões
  • Legislação Específica: seis questões
  • Noções de Direito: 10 questões
  • Conhecimentos Específicos: 40 questões

Já na carreira de técnico judiciário, serão realizadas provas objetivas (questões divididas em conhecimentos básicos e específicos) e Redação, com tema único para todas as áreas de atuação.

Para o técnico da área Administrativa será cobrado:

  • Língua Portuguesa:10 questões
  • Legislação Específica: cinco questões
  • Conhecimentos Específicos: 65 questões

E para o técnico da área de Informática:

  • Língua Portuguesa: 24 questões
  • Legislação Específica: seis questões
  • Matemática: 10 questões
  • Conhecimentos Específicos: 40 questões

As avaliações serão nos municípios de Palmas, Araguaína e Gurupi, do Estado do Tocantins.

Um novo concurso TJ TO para efetivos é aguardado desde 2018, quando o contrato com o Cebraspe (organizador) foi suspenso porque, segundo o Tribunal de Contas do Estado, havia indícios de irregularidades no procedimento licitatório.

Na época, estavam previstas 30 oportunidades mais formação de cadastro, de analista, oficial de justiça e técnico. Para o novo concurso, no entanto, a carreira de oficial de justiça não será incluída, já que a Lei Complementar nº 126/2019 extinguiu o cargo.

Segundo o Tribunal, o concurso será para a reposição de vacâncias.

Agora que você já conhece os concursos de tribunais de 2022, vamos estudar?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *