fbpx

Saiba tudo sobre concursos na área Administrativa

Compartilhe o conteúdo

Um dos primeiros passos na hora de escolher os concursos dos sonhos é definir a área que você irá seguir. Uma que se destaca pela quantidade de oportunidades em concursos é a área Administrativa.

Além de ser uma opção presente em inúmeras instituições, pode contar também com excelentes cargos, salários e planos bem estruturados de carreira.

Para ajudar você nessa decisão, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre a área. Além disso, no final desse guia, você encontrará os principais concursos desse campo.

A área de carreiras Administrativas possui inúmeras opções na maioria dos órgãos públicos

A área de carreiras Administrativas possui inúmeras opções na maioria dos órgãos públicos (Foto: Pixabay)

O que você vai encontrar nesse guia?

O que é uma área Administrativa?

Segundo a professora de Administração e coordenadora acadêmica do Projeto Reta de Chegada, Mônica Roberta, a área Administrativa cuida da entidade e do seu funcionamento diário, passando pelo planejamento no curto, médio e longo prazos.

É a maior área, mais conhecida e com concursos frequentes. Nesse sentido, a oferta de cargos e vagas é bem maior do que comparado às outras áreas de concurso público.

Entretanto, possui a maior concorrência por conta de cargos de nível médio e superior em todas as formações.

Por que estudar para a área Administrativa?

Em geral, o principal motivo – e que leva muitas pessoas a escolherem a área Administrativa -, é o fato de ter um grande leque de oportunidades.

A Administração como um todo se subdivide em diversas áreas, de acordo com a professora Mônica Roberta. Então é possível encontrar funções administrativas nos seguintes campos:

  • Produção
  • Marketing
  • Comercial
  • Financeira
  • Segurança

Quais concursos a carreira Administrativa abrange?

A Administração Pública é uma subdivisão da Administração, por isso, é possível encontrar inúmeras oportunidades, desde o nível fundamental até o superior.

Toda entidade precisa ser administrada e, em especial, a ‘máquina pública’ que visa o interesse público, isto é, o bem-estar da coletividade. Temos de auxiliar administrativo, assistente e analista ou administrador. Por exemplo, o ‘office-boy’ (contínuo) é da área administrativa e requer ‘apenas’ o nível fundamental em muitas entidades, explica a professora.

Ou seja, toda instituição possui seu corpo administrativo. Assim, pensando em órgãos públicos, os concursos podem ser para secretarias, tribunais e até polícias.

Um exemplo disso é a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que tem também concurso para a carreira de agente administrativo, e não somente o de policial rodoviário federal.

Poder Executivo, Legislativo e Judiciário precisam gerir as suas atividades.

Exemplo: prefeituras precisam fazer planos, colocá-los em prática, precisam administrar os recursos e controlar os resultados, ou seja, todas as entidades precisam fazer isso.

Outros exemplos de concursos federais (são apenas alguns) que abrangem a área Administrativa em suas seleções são:

Quais são os cargos da área Administrativa? E suas funções?

Quem opta por seguir a área Administrativa pode lidar com atividades mais internas, assim como com funções que exijam o atendimento ao público.

As atividades podem variar entre elaborar relatórios, cuidar de demandas burocráticas que envolvem Matemática ou parte jurídica.

As ações e o tamanho da responsabilidade vão variar de acordo com a escolaridade exigida pelo cargo. Segundo a professora, é possível encontrar funções em nível fundamental, médio e superior.

São divididos da seguinte forma:

Nível fundamental (agente ou auxiliar administrativo): é o operacional mesmo, faz as funções mais “básica”. Dependendo da área em que atua, pode fazer a contagem do estoque e outras tarefas simples.

Nível Médio (técnico ou assistente administrativo): auxilia o administrador, faz tarefas mais técnicas, como levantamentos, elaboração de relatórios, entre outras.

Nível Superior (analista administrativo ou administrador): pensa a organização como um todo, elabora o planejamento (estratégico, tático, operacional) e cuida da sua implementação, monitora e avalia os resultados, entre outras atividades.

Lembre-se sempre de consultar a lei que rege o cargo escolhido para verificar as atividades determinadas.

É preciso ser formado em Administração para concorrer?

Não é necessário formação superior para a maioria dos cargos para a área Administrativa. Entretanto, se o órgão solicitar um servidor com habilidades mais técnicas como analista, é provável que solicitem no edital a formação.

Quando surgir uma oportunidade do seu interesse, sempre verifique o histórico do órgão e qual a exigência de escolaridade do concurso.

Em princípio, ‘Administração é para administrador’, mas, na prática, no dia a dia, muitos editais dispensam essa exigência. Quando o cargo é para ‘administrador’ utiliza-se o termo ‘analista administrativo’, explica a professora.

Em geral, quando exigido nível superior, as entidades acabam aceitando qualquer graduação deste nível para desempenhar funções administrativas.

Vale a pena fazer concurso na área Administrativa?

As vantagens são inúmeras. É uma das poucas áreas com salários elevados para quem possui a escolaridade de nível médio.

Um bom exemplo é o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em que a remuneração inicial fica entre R$5.000 e R$6.000.

Além dos salários altos, o número de vagas para essa área torna a investida bem atrativa. Fora o cadastro de reserva, que pode gerar mais convocações de aprovados ao longo da validade do concurso.

Segundo a professora Mônica Roberta, ao contrário da Administração Privada, uma grande vantagem da Administração Pública é estabilidade.

“Um horário de trabalho, salário depositado na conta no final do mês e férias programadas são os grandes atrativos para quem deseja uma vida ‘tranquila'”, afirma.

Quais os concursos da carreira Administrativa mais bem pagos?

A professora Mônica Roberta afirma que os concursos mais bem pagos que oferecem vagas para cargos administrativos são:

Além disso, a coordenadora do Projeto Reta de Chegada indica que podem aparecer vagas para trabalhos administrativos com boas remunerações também em concursos da área Legislativa e Judiciária.

Mas lembre-se, quanto maior o salário, maior é a disputa.

Por isso, se você tem interesse de fazer parte da área Administrativa desses órgãos, ela recomenda praticar estudando primeiro para concursos mais “fáceis” e ir aumentando o nível de dificuldade ao longo do tempo.

Qual a idade máxima para fazer concurso na área Administrativa? 

A idade limite para participar é de 65 anos. Se já for servidor, até os 70.

Quais são as matérias mais comuns na área Administrativa?

Nos concursos da área Administrativa, segundo a professora Mônica, é possível se deparar com provas de (há exceções, por isso sempre consulte o edital do seu concurso de interesse!):

Conhecimentos básicos:

  • Português
  • Raciocínio Lógico
  • Informática
  • Código de Ética

Conhecimentos específicos:

  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Administração
  • Arquivologia

“Quem estudar para essas matérias cobrirá 90% dos concursos na área Administrativa, lógico, respeitando os editais de cada entidade”, explica.

Matérias Área Administrativa

Quais são as disciplinas específicas para a área Administrativa?

Órgãos como o INSS, por exemplo, solicitam o conhecimento de Direito Previdenciário. Os conteúdos podem variar incluindo algum tipo de legislação específica, dependendo do órgão.

Outro exemplo é a disciplina de Organização do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), que só é cobrada para cargos da instituição.

Uma vantagem da área Administrativa é que as matérias das oportunidades de concurso se diferem pouco, o que possibilita estudar para mais de um cargo de órgãos diferentes ao mesmo tempo.

Falando especificamente de Administração, as disciplinas mais comuns, segundo a professora, são:

  • Administração geral (TGA)
  • Organização Sistemas e Métodos (OSM)
  • Recursos Humanos/Gestão de Pessoas
  • Planejamento Estratégico e Processo Decisório
  • Logística e Administração de Materiais
  • Gestão de Projetos e Qualidade
Quer estudar com a Folha Dirigida e ter acesso a um conteúdo exclusivo? Saiba como!

Tem TAF para concursos na área Administrativa?

Os concursos da área Administrativa em geral não possuem a etapa de teste físico em seus editais. No entanto, na área Militar, é comum ter provas físicas até para administrador, segundo Mônica Roberta.

Por isso, nunca deixe de verificar bem o edital do concurso que você pretende fazer.

“Tive uma aluna de Administração que passou na prova teórica da Marinha, mas foi reprovada no teste físico, porque não sabia nadar”, conta a professora.

Como funciona o plano de carreira da área Administrativa?

A área Administrativa possui cargos com carreiras bem definidas, que englobam a progressão e promoção de acordo com o tempo de serviço.

Outras permitem o acesso a Capacitação e Qualificação do servidor para obter um aumento salarial.

De todo modo, para conhecer melhor o plano de carreira do seu cargo de interesse é importante consultar sempre a Legislação atual do mesmo.

No documento será possível compreender como aproveitar cursos e formações para a sua atividade.

Como estudar para as carreiras Administrativas?

Não há muita diferença entre estudar para carreiras Administrativas ou qualquer outra carreira. Por isso, a professora Mônica Roberta recomenda agrupar as disciplinas por afinidade/similaridade em um cronograma semanal.

Segundo a professora, você deve estudar um pouco todos os dias, com ciclos de estudos. A questão é ter qualidade e não necessariamente quantidade longa de horas por dia no seu planejamento de estudos.

A professora Mônica Roberta sugere o seguinte cronograma:

Cronograma de estudo

Além disso, você pode seguir também as cinco dicas abaixo:

  • Estude teoria (20%) e muitos exercícios (80%).
  • Faça 10 questões em 10 minutos (1 questão por minuto) para ganhar velocidade, e corrigir depois, entendendo o erro e o acerto.
  • Baixe as leis e decretos sempre no site do Planalto.
  • Grave a aula e ouvir quando não puder estudar fisicamente.
  • Para quem trabalha, utilize a hora do almoço para fazer, no máximo, 30 questões e corrigi-las à noite.

Como começar o planejamento de estudos?

Na hora de começar o seu planejamento, a professora indica os seguintes passos:

  1. Escolha um concurso.
  2. Leia os editais anteriores.
  3. Levante as matérias mais cobradas.
  4. Baixe todas as provas antigas.
  5. Procure os livros mais cobrados.
  6. Monte o seu cronograma, mas não se esqueça de descansar.
  7. Coloque uma foto ou uma frase que vai te motivar todos os dias.

Pronto para começar seu planejamento? Bons estudos!

*Colaborou Ana Clara Frontelmo


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Wibson disse:

    Li a matéria toda na integra e gostei. Muito bom pra mim pois pretendo voltar a estudar pra concurso e isso potenciou muito.

    • Folha Dirigida disse:

      Olá, Wibson. Tudo bem? Que bom que gostou do conteúdo e ele foi útil para você! 😀😀😀 Caso tenha alguma sugestão do seu interesse, pode entrar em contato conosco também! Abraços, Blog Folha Dirigida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *