fbpx

Concurso INSS 2022: principais dúvidas

O concurso INSS 2022 vem mexendo com o coração dos futuros servidores. Por consequência, surgem diversas dúvidas sobre a seleção.

O Instituto Nacional do Seguro Social recebeu autorização do Ministério da Economia para a realização de um novo concurso do INSS 2022 no dia 13 de junho.

A oferta é de mil vagas para o cargo de técnico do seguro social, de nível médio, e com ganhos de R$5.186,79.

Até o edital sair, muitas perguntas ainda surgirão. Justamente por isso, o editor-chefe da Folha Dirigida, Gustavo Portella, respondeu algumas das principais delas, enviadas pelos leitores do site. Confira!

Quando sai o edital do concurso INSS 2022?

A previsão é de seis meses, ou seja, até dezembro deste ano. Porém, a expectativa é de que ele possa sair até mesmo antes.

Isso está garantido pela portaria autorizativa publicada no Diário Oficial da União no dia 13 de junho, onde foi estabelecido oficialmente este prazo.

Após autorizado o concurso, quanto tempo para sair o edital?

Conforme explicamos acima, o prazo entre a autorização do concurso e a publicação do edital é de seis meses.

Porém, também é válido ressaltar que, antes do concurso ser autorizado, o INSS havia feito um pedido com um número maior de vagas – de 6.084 vagas para a carreira de técnico e 1.746 vagas para o analista, que passou para 1.000 de técnico com o intuito de obter aprovação mais rápida do concurso.

Junto com este pedido, a autarquia também havia encaminhado o seguinte cronograma:

  • Definição das vagas do concurso INSS – três dias
  • Elaboração do projeto básico – oito dias
  • Envio do projeto básico às bancas organizadoras – um dia
  • Recebimento das propostas das bancas – cinco dias
  • Escolha da banca – um dia
  • Elaboração do contrato – seis dias
  • Assinatura do contrato – dez dias
  • Elaboração do edital – cinco dias
  • Publicação do edital – quatro meses antes da data da prova

Pode haver expectativa para a convocação de excedentes?

No caso de um concurso como o do INSS, sempre pode haver expectativa de convocação de excedentes.

Além do déficit de servidores ser muito grande, não há sentido em fazer um concurso desse tamanho e não chamar excedentes.

Porém, tudo depende da decisão do governo. No momento, nem o próprio presidente do INSS poderia garantir essa convocação.

No concurso autorizado de 2022, o instituto poderá convocar mais 250 aprovados além dos mil referentes às vagas imediatas, em caso de autorização do Ministério da Economia. Isso é o que prevê o Decreto 9.739 de 2019, que traz as regras para os concursos públicos do Executivo Federal.

O governo também poderá convocar mais aprovados em caso de despacho presidencial.

Hoje o déficit de pessoal é de quase 24 mil cargos vagos na estrutura da autarquia, sendo 20.608 na carreira de técnico do seguro social. Essa defasagem de pessoal vem fazendo que com que a autarquia tenha uma fila de mais de 1,3 milhão de benefícios para serem analisados e concedidos.

A realização do concurso também consta no acordo de greve feito pelos servidores do INSS.

Qual a banca organizadora do concurso INSS 2022?

Ainda não há uma banca escolhida para realizar o concurso INSS 2022. Mas, levando em consideração o porte do concurso, é de se esperar que seja escolhida uma organizadora grande e tradicional.

Segundo um levantamento feito pela reportagem da Folha Dirigida, nos últimos 20 anos, 70% dos concursos realizados pelo Instituto Nacional de Seguro Social foram organizados pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

Vai ter redação no concurso INSS 2022?

Essa informação só poderá ser confirmada através de acesso ao projeto básico do concurso ou se alguém do próprio órgão revelar a estrutura da seleção. Caso contrário, só saberemos quando houver a publicação do edital.

É válido ressaltar que o último concurso do INSS, de 2015, não teve redação.

O editor-chefe da Folha Dirigida, Gustavo Portella, aconselha que o candidato pense com a cabeça do gestor público: faz sentido ter redação no concurso, em um cenário de contenção de gastos?

Além de encarecer a seleção, colocar uma redação poderia torná-la mais longa, quando paramos para pensar no processo de correção dos textos.

“Não me parece de interesse do INSS a demora em contar com esse servidor”, complementa Gustavo Portella. Por esses motivos, ele aposta em uma estrutura de prova muito parecida com a de 2015.

O concurso INSS 2022 vai ser de nível superior?

O concurso INSS 2022, com mil vagas para a carreira de técnico do seguro social, exigirá o nível médio dos candidatos. A confirmação foi dada pelo diretor de Gestão de Pessoas da autarquia, Jobson de Paiva, em entrevista ao professor Deodato Neto, em seu canal no YouTube.

“Há um trabalho sendo feito pelo nosso ministro para transformar essa carreira em nível superior. Entretanto, no momento, o que há e como está colocado na Lei, é um cargo de nível médio. Então, tudo indica que não haveria tempo suficiente para alteração legislativa, por exemplo, e que continuará sendo um cargo, por ora, de nível médio”, afirmou Jobson de Paiva.

Gustavo Portella também aponta que, para que a mudança de requisito ocorresse ela deveria ser enviada pelo chefe do Poder Executivo Federal. Se tomada por um deputado, ela poderia parecer vício de iniciativa, já que constaria como aumento de gastos.

Levando em consideração o cronograma do concurso, além da questão do aumento da despesa, há pouco tempo para que uma mudança dessa grandeza ocorra ainda nesse concurso.

Agora, para o futuro, é bem possível que essa mudança ocorra, devido a fatores como o acordo de greve e a proposta apresentada pelo próprio presidente do INSS.

Ter um concurso válido também pode atrasar a mudança, já que os candidatos de nível médio não poderiam ser chamados, a não ser que isso fosse sinalizado na lei.

Vale a pena fazer o concurso do INSS se ele for regionalizado?

Muito provavelmente o concurso do INSS 2022 será regionalizado. Mas essa é uma decisão individual, que depende do status do estudo de cada um.

No INSS, o concurso costuma ser dividido pelas agências espalhadas pelo país. O que é bom para quem tem apego à região em que vive. Por outro lado, isso também diminui a quantidade de vagas a que o candidato pode concorrer. Pode acontecer até mesmo de haver uma única vaga por localidade.

Em 2015, todos os estados e o Distrito Federal foram contemplados com vagas. Isso deve se repetir, devido ao grande déficit de servidores.

Concurso INSS: o que estudar?

Enquanto um novo edital não é publicado, a dica é utilizar o edital anterior como referência para os estudos.

No último concurso, realizado em 2015, os candidatos ao cargo de técnico foram submetidos a uma prova objetiva, contendo 120 questões no modelo Cebraspe, banca organizadora, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 sobre Conhecimentos Específicos. As disciplinas foram:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico
  • Informática
  • Noções do Regime Jurídico Único
  • Código de Ética do Servidor Público
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Sistema de Seguridade Social

De acordo com a última prova, a matéria de Sistema de Seguridade Social era a de Conhecimentos Específicos, com maior peso. Na última prova, ela equivaleu a 70 questões.

O conteúdo também deve ser atualizado, contendo itens como a digitalização do trabalho do INSS e a Reforma da Previdência, por exemplo.

Qual a jornada de trabalho do técnico de seguro social?

Tradicionalmente, a jornada de trabalho do técnico de seguro social é de 40 horas semanais. Esse servidor também pode receber adicional de incentivo à qualificação, a depender do seu grau de formação.

Ainda tem dúvidas sobre o concurso INSS 2022? Deixa pra gente nos comentários!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *