fbpx

Como conciliar os estudos em casa com os filhos?

Compartilhe o conteúdo

Períodos de distanciamento social impactam diretamente nas rotinas em nossos lares. Se estudar para concurso nessas condições já é um desafio, conciliar os estudos em casa com os filhos é ainda mais complicado.

Você começa a se preocupar em manter a ordem em casa, mas ao mesmo tempo sabe que precisa permanecer dedicando-se diariamente à sua preparação.

Primeiro de tudo, você deve entender que um bom planejamento familiar é fundamental nesse momento, segundo a pedagoga do Gran Cursos Online, Érika Radespiel.

Mas isso não é tudo. Existem algumas estratégias que você pode seguir para continuar a estudar e seguir a sua meta para se tornar um futuro servidor.

Como conciliar os estudos em casa com os filhos

Se estudar para concurso em nosso lar é um desafio, conciliar os estudos em casa com os filhos é ainda mais complicado (Foto: Freepik)

Como lidar com as interferências em casa para estudar?

Interferências são comuns em períodos de estudo dentro de casa, mas existem alternativas para diminui-las. A pedagoga divide entre interferências internas (pessoais) e externas (interpessoais).

As internas são aquelas distrações em que nós perdemos a concentração sem influência de outros. Para lidar com isso, Radespiel recomenda utilizar técnicas de estudo que mantenham o seu foco, como a Técnica de Pomodoro.

As externas, ou interrupções, são causadas por outras pessoas. O recomendado por Érika, nesse caso, é manter o diálogo com quem convive no mesmo espaço que você para assim chegarem em um consenso.

Se você, além de estudar, ainda estiver em uma rotina de home office ou teletrabalho, a saída está em distribuir responsabilidades e adotar uma postura mais gentil com você, sem se pressionar demais.

Não é porque você está em casa que precisa estudar ‘o dobro’. Se você conseguir manter a sua rotina de estudos regular, já será um excelente resultado. E, se precisar reduzir, tudo bem, mas que seja uma redução planejada. O importante é cumprir aquilo a que se propuser, afirma Érika Redespiel.

→ Leo Murga explica como intensificar seus estudos na quarentena

Como manter a rotina com as crianças durante o distanciamento social?

Érika Radespiel Gran Cursos Online

Segundo Érika Radespiel, a rotina é importante para o desenvolvimento infantil (Foto: Gran Cursos Online)

Manter a rotina que você utilizava antes vai ser difícil. Nesse caso, é preciso criar uma nova. Assim como você, a criança também terá uma quebra nos seus hábitos, como por exemplo, ir para a escola.

Segundo Érika, a rotina é importante para o desenvolvimento infantil, assim como o nosso também, para manter a saúde mental e física em dia.

Estudos indicam que a gestão do tempo, ou seja, o planejamento das atividades, contribui para a nossa saúde física e mental nesse momento pelo qual estamos passando, explica a pedagoga.

A sugestão da especialista é que a família se reúna e defina horários para atividades que sejam coletivas e individuais.

Discutir, registrar por escrito e compartilhar com todos deve ser o primeiro passo.

Entretanto, ela afirma que não precisa ser rígido. É possível que as programações e horários sejam flexibilizados.

Mas deve-se ter muita atenção caso a execução esteja longe do planejado.

Assinatura Ilimitada Gran Cursos Online

Como fazer a criança permanecer estudando sem aulas presenciais?

Érika afirma que manter a carga horária escolar em casa, de cerca de 4h ou 4h30 por dia, vai ser difícil, logo, não é a melhor opção. Ela recomenda que esse período seja reduzido pela metade.

Entretanto, alguns hábitos precisam ser mantidos, como o horário para acordar, fazer as refeições, higiene e também dormir.

Horários regulares, principalmente de sono, mantêm o bom funcionamento do nosso corpo e favorecem, inclusive, a imunidade do organismo, completa Érika.

Ela afirma que, dessa forma, será mais fácil retornar às atividades normais quando o período de distanciamento social acabar.

Quais as atividades recomendadas para crianças em casa?

Além das atividades escolares, a pedagoga recomenda que o tempo livre das crianças seja preenchido com atividades como:

  • Leitura
  • Brincadeiras com caráter educativo e pedagógico
  • Revisão do conteúdo escolar
  • Brinquedos

Para quem tiver quintal em casa ou tem acesso a uma área externa, Érika afirma que uma boa opção são atividades físicas.

A televisão também pode entrar no circuito, mas com supervisão da programação, esta adequada a cada faixa etária. Atividades com a família em conjunto também são indicadas.

“A família pode aproveitar a quarentena para fortalecer os laços afetivos, com atividades conjuntas como ver filmes, organizar e rever álbuns de fotografias e vídeos domésticos, bem como fazer planos para o futuro”, indica Érika Radespiel.

atividades recomendadas para crianças em casa

Como falar com crianças sobre o coronavírus? 

O distanciamento social atual foi preciso para conter o contágio do coronavírus. Assuntos como esses são delicados e muito difíceis de serem compreendidos por crianças.

Ainda assim, Érika afirma que o diálogo com as crianças deve ser permanente nesse período.

“Mesmo que elas não verbalizem dúvidas sobre o assunto, estão observando tudo o que está acontecendo e essa situação pode, inclusive, ser um fator de ansiedade e de estresse para os pequeninos”, afirma a pedagoga.

Por isso, ela reforça que os adultos não precisam mentir e nem criar histórias. Basta fornecer informações objetivas, confiáveis e de forma adaptada à faixa etária de cada criança.

→ Confira mais orientações para quem estuda para concursos em meio ao Coronavírus


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *