fbpx

Como se planejar para o concurso do TJ-RJ?

Compartilhe o conteúdo

Você já pensou em fazer parte do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro? A boa notícia é que o ano de 2020 reserva uma grande oportunidade para o órgão. Por isso, como se planejar para o concurso do TJ-RJ?

O edital do concurso TJ-RJ 2020 conta com a oferta de 160 vagas. Se o seu sonho é garantir uma vaga neste órgão, é hora de começar o planejamento de estudos.

Primeiro, é necessário saber que das 160 vagas atuais, 85 são para técnico judiciário e as outras 75 para analista judiciário.

Os analistas judiciários possuem diferentes especialidades, por isso, além de ajudar você a se organizar nessa meta, também explicaremos melhor todos os detalhes do concurso TJ-RJ!

tj rj concurso 2020

O edital do concurso TJ-RJ 2020 tem oferta de 160 vagas (Foto: Divulgação/PGERJ)

O que você vai encontrar aqui

Qual a banca responsável pelo concurso TJ-RJ 2020?

No ano de 2020, a banca responsável pelo concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro é o Cebraspe.

📝Certo ou Errado? Lembre última prova do Cebraspe para concurso TJ-RJ

Qual a escolaridade para o cargo de técnico judiciário?

A formação necessária para o cargo de técnico judiciário é nível médio completo.

É preciso possuir a formação de técnico para assumir o cargo de técnico judiciário?

Não. Muitas pessoas têm essa dúvida por conta do nome do cargo possuir a palavra técnico. Porém, não é preciso possuir a formação técnica e muito menos experiência na área.

Quanto ganha um técnico judiciário?

O salário de técnico judiciário é de R$5.556,06, sendo composto por vencimento de R$3.870,06, auxílio-alimentação de R$1.290 e auxílio-locomoção de R$396.

Qual a escolaridade para o cargo de analista judiciário?

Para o cargo de analista judiciário é necessário possuir o nível superior completo. No ano de 2020, as 75 vagas estão distribuídas em diferentes especialidades. São elas:

  • Analista judiciário sem especialidade
  • Analista judiciário – Contador
  • Analista judiciário – Psicólogo
  • Analista judiciário – Assistente Social
  • Analista judiciário – Comissário da Infância, Juventude e Idoso
  • Analista judiciário – Médico
  • Analista judiciário – Médico Psiquiatra
  • Analista judiciário – Analista de Negócios
  • Analista judiciário – Analista de Infraestrutura de TIC
  • Analista judiciário – Analista de Projetos
  • Analista judiciário – Analista de Segurança da Informação
  • Analista judiciário – Analista de Gestão de TIC
  • Analista judiciário – Analista de Sistemas
  • Analista judiciário – Execução de Mandados

📝Você pode conferir o quadro completo na matéria no site da Folha Dirigida.

Quanto ganha um analista judiciário?

Os salários para analista judiciário são de R$8.059,89 (exceto para a especialidade de Execução de Mandados, que é R$9.972,05). Dos quais R$6.373,89 de salário-base, R$1.290 de auxílio-alimentação e R$396 de auxílio-locomoção (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis). Para Execução de Mandados, ainda há Gratificação de Atividade Externa (GAE), que representa 30% sobre o vencimento oferecido ao cargo (R$1.912,16).

Quantas etapas tem o concurso do TJ-RJ?

Para o cargo de técnico Judiciário existe apenas a etapa de Prova Objetiva (20 questões de conhecimentos básicos e 40 questões de conhecimentos específicos).

Disciplinas:

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa
  • Legislação Especial
  • Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência
  • Ética no Serviço Público

Conhecimentos específicos

  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Processual Civil
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Legislação

Para o cargo de analista judiciário serão duas etapas: Prova Objetiva (20 questões de conhecimentos básicos e 40 questões de conhecimentos específicos) e Prova Discursiva e, após essa etapa, também ocorrerá a Avaliação de Títulos.

Disciplinas:

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa
  • Legislação Especial
  • Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência
  • Ética no Serviço Público

Já as disciplinas de Conhecimento Específico variam de acordo com a especialidade escolhida.

É possível pedir transferência do TJ-RJ para outro estado?

Não. Por se tratar de um Tribunal Estadual, é preciso atender as ofertas do próprio edital, não sendo possível a transferência para outros estados.

Como se planejar para o concurso do TJ-RJ?

A próxima prova para o concurso TJ-RJ será no dia 21 de junho de 2020, no turno da tarde para técnico judiciário e no turno da manhã para analista judiciário. Dessa forma, com o edital em mãos e datas definidas, o que fazer?

Vamos apontar aqui quais devem ser os seus primeiros passos para estabelecer o planejamento para o concurso do TJ-RJ.

1. Entenda que concurso público é uma preparação contínua

O primeiro passo é entender que esse edital não será o primeiro e nem o último da sua vida.

O edital do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro é de alta relevância para o mundo dos concursos públicos, mas você precisa entrar nessa disputa sabendo que ele não será a sua única chance.

Um servidor público exemplo dessa situação é Leonardo Murga, auditor de controle externo do Tribunal de Contas do Distrito Federal.

Ao longo de sua carreira, foram mais de dez aprovações em concursos públicos, com mais de quatro anos de experiência na área como professor e estudante.

Certamente, muitos outros candidatos já estão estudando há mais tempo, mas o seu foco deve ser em você, no seu tempo e na sua construção de conhecimento. Ter outras pessoas mais preparadas no momento não significa que você deva desistir.

Resumindo, entrar no mundo dos concursos exige preparação contínua até que você conquiste a sua aprovação.

2. Leia o edital com atenção

As informações sobre a quantidade de vagas e remuneração não são suficientes para você decidir iniciar a sua preparação. É importante que seja feita essa leitura completa do edital.

Ao realizar essa etapa, procure pelas informações principais como locais das vagas, requisitos, atribuições e procure identificar se você realmente se enquadra com a oportunidade ofertada do concurso.

📝Baixe os editais de técnico judiciário e analista judiciário

3. Faça uma autoanálise

Quanto do conteúdo cobrado no edital você já sabe? Bem, se você está começando agora, precisará organizar de acordo com o seu tempo disponível para o estudo toda a parte que precisará ser estudada.

Comece verificando quantas horas por dia você poderá se dedicar. Após isso, divida as disciplinas dentro do seu horário, não esquecendo de separar espaços para imprevistos e fazer questões.

Caso não seja possível completar todo o edital até a data da prova, não se preocupe. Esse conteúdo adquirido contará para as próximas oportunidades que surgirem na área.

Por isso, administre o estudo da teoria com o próximo passo destacado.

📝 Guia de concursos para Tribunais: conheça a área

4. Conheça a banca

Quem está organizando o concurso que você quer passar? No caso do TJ-RJ 2020, você sabe como são as cobranças da banca escolhida? O Cebraspe (antiga Cespe) é apontado por Leonardo Murga como uma excelente banca para se preparar.

O motivo?

Essa banca possui um padrão na forma de cobrar os conteúdos exigidos em edital tanto na parte objetiva como na discursiva (para os cargos de analista).

Com isso, a dica é buscar provas anteriores e realizar muitas questões dos conteúdos com questões antigas da Cebraspe/Cespe.

cta fd questoes cebraspe

Conhecer o formato da banca poderá ajudar e muito no direcionamento do seu conteúdo. Além disso, fazer questões permite que você confira se realmente está entendendo a matéria estudada.

Segundo Leo, quem estuda direito, estuda apenas uma vez. O professor defende que precisamos profissionalizar o nosso estudo. Ou seja, quando estudamos de maneira correta, evitamos ter que voltar muitas vezes no mesmo tema.

Considere isso: estruture o seu estudo com técnicas de revisão, muitas questões e tenha um material bom para aprender a parte teórica.

Conseguindo aprender os conteúdos de forma concreta, nas próximas oportunidades você contará com uma bagagem muito maior. E, pensando na prova do TJ-RJ, seu atual objetivo, evitará que você esqueça os assuntos no momento de responder.

5. Encontre a técnica de estudos ideal para você

Com o planejamento em mãos, se você está começando agora, saiba que o seu papel é de construção sólida de conhecimento.

Algumas técnicas ajudam a verificar se você está firme no conhecimento e é importante a aplicação para saber o diagnóstico do seu estudo. Uma delas é por meio de simulados.

Faça simulados no formato da prova que você fará com frequência e acompanhe o seu desempenho.

Caso encontre muitos erros em alguma disciplina, retome os estudos da parte teórica e faça resumos e muitas questões.

Bons estudos e boa sorte na prova do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro! Não procrastine e construa o seu conhecimento!

cta guia tecnicas de estudo


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *