fbpx

Como estudar para carreiras da área administrativa?

Os concursos da área Administrativa chamam muita atenção nos concursos públicos, visto que têm muitas oportunidades tanto no nível médio como ara qualquer nível superior. Mas você sabe como estudar para carreiras administrativas?

Um dos fatores que mais chamam a atenção nesse tipo de concurso é que os conteúdos das matérias se repetem. Portanto, com os devidos ajustes, é possível aproveitar os estudos para diversas provas.

Além disso, são diversas as oportunidades. Como todo órgão público necessariamente tem um setor administrativo, pode ter certeza que sempre vai ter algum concurso do gênero acontecendo perto de você.

Confira as dicas do time da Folha Cursos e comece a sua preparação para os concursos da área Administrativa.

Concursos da área Administrativa

Antes de entrarmos nas dicas de preparação, vamos listas algumas das carreiras administrativas que exigem nível médio.

  • Assistente em Administração – TAEs – Universidades e Institutos Federais
  • Auxiliares e assistentes administrativos – prefeituras, secretarias de estado e outros órgãos de maneira geral
  • Técnico judiciário da área Administrativa – Tribunais
  • Agente administrativo – Polícia Federal e outras polícias

Sobre o que estudar, isso dependerá de cada edital. Os concursos previstos, você pode conferir uma lista de editais já anunciados para 2022 aqui nesse post.

Administração para concursos da área Administrativa

Conforme explicamos logo acima, a área Administrativa existe em todos os órgãos. Nesse sentido, são raríssimos os cargos que não vão cobrar a disciplina de Administração Básica, explica o professor da matéria e diretor Acadêmico da Folha Dirigida, Douglas Schneider.

Uma das primeiras coisas que os candidatos precisam saber é que a Administração não é subjetiva. Por isso, além de saber da teoria, é necessário estudar a disciplina na ordem. Isto é, da parte mais geral para a específica.

Organização é crucial para estudar a disciplina

Principalmente para quem nunca viu um edital antes, o documento pode parecer um pouco confuso.

Para fins didáticos, o professor pegou o edital de analista do Ibama, da banca Cebraspe – que costuma fazer alguns dos editais mais completos –, e reorganizou da seguinte forma:

  • Teoria Geral da Administração
  • Administração Pública
  • Funções do Administrador
  • Processo de planejamento
  • Processo decisório
  • Organização
  • Cultura organizacional
  • Direção
  • Controle
  • Gestão de pessoas
  • Gestão da qualidade
  • Orçamento público
  • Gestão de processos
  • Legislação administrativa
  • Licitação pública

Perceba que vários desses conteúdos também aparecem em outras disciplinas, como Direito Administrativo, Gestão de Pessoas e Administração Pública Orçamentária.

Justamente para não estudar um conteúdo mais de uma vez, em um período tão escasso de tempo, a organização é crucial e decisiva na sua preparação.

A princípio, um edital do Cebraspe com nove tópicos e diversos subtópicos para estudar pode parecer muito extenso, e de fato é. Mas, ao organizar os assuntos e ter essa percepção que alguns conteúdos também são pedidos em outras disciplinas, as coisas ficam um pouco mais simples.

O edital para cargos de nível médio pode ser um pouco diferente. Como exemplo, o professor usa como exemplo o de técnico judiciário da Procuradoria-Geral do Distrito Federal, que teve provas em 2021.

Nele, caiu a parte de Recursos Materiais, que não costuma aparecer para cargos de nível superior como o de analista.

Porém, assim como no edital do Ibama, vários conteúdos seriam de outras disciplinas, como Direito Administrativo e Gestão de Pessoas.

> Assista a mais dicas no canal da Folha Dirigida

Administração Financeira e Orçamentária para a área Administrativa

A disciplina de Administração Financeira e Orçamentária é cada vez mais comum nos editais de carreiras administrativas, tanto para nível médio quanto para superior, explica o professor Leandro Ravyelle.

Antes de tudo, é preciso entender que AFO é a disciplina que diz respeito ao Orçamento Público. Ou seja, como são organizadas as finanças do governo.

A matéria trata de assuntos como:

  • Arrecadação do Estado
  • Gastos do Estado
  • Como o Estado classifica seus gastos
  • Como o Estado administra o seu dinheiro

Em resumo, ela abrange toda gestão dos recursos públicos voltados para a área pública.

> Confira o módulo de AFO com o professor Leandro Ravyelle

Módulo de AFO Folha Cursos

Dicas de como estudar AFO para concursos

O professor Leandro Ravyelle recomenda estudar AFO por meio de:

  • Doutrina
  • Jurisprudência
  • Constituição Federal (artigos 21, 23, 30, 31, 70 a 75, 99, 127, 134, 100 e 163 a 169)
  • Lei 4.320/64
  • Lei Complementar 101/00 – LRF
  • Manual Técnico de Orçamento (MTO)
  • Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP)
  • Portarias específicas em cada caso
  • Entendimentos recentes da das Câmaras dos Deputados e do Senado Federal
  • Lei 10.180/01
  • Entendimentos das bancas
  • Manual de Demonstrativos Fiscais
  • Abordagens Práticas

Principais assuntos de AFO em concursos públicos

Nas últimas provas em que a matéria foi cobrada, os conteúdos que mais apareceram foram:

  • Receitas
  • Despesas
  • Lei de Responsabilidade Fiscal
  • Instrumentos de Planejamento (PPA, LDO e LOA)

Porém, o professor alerta que novos conteúdos estão aparecendo nos editais. São eles:

  • Princípios orçamentários
  • Ciclo orçamentário (processo orçamentário)
  • Sistema de Planejamento e Orçamento Federal (SPOF)

Direito Constitucional para concursos da área Administrativa

Além de ser longa, dificilmente a disciplina de Direito Constitucional não é cobrada para os cargos da área. Inclusive, Constitucional costuma ser uma matéria base da grande maioria dos concursos.

O professor André Ravani lembra que o estudo para concursos envolve não só o estudo do conteúdo, como também a preparação mental e física. É importante levar isso em consideração na hora de avaliar como estudar para carreiras administrativas.

“É uma disputa aberta entre candidatos com conteúdo muito vasto”, resume.

Apesar da grande variedade de assuntos, o professor afirma que com organização e autoconhecimento, é possível superar a matéria até o dia da prova.

Os conselhos que ele dá são:

  1. Estude com antecedência
  2. Identifique o que é mais cobrado através de questões
  3. Tenha um planejamento de estudos. Se possível, utilize a previsão de quando a prova acontecerá como parâmetro.
  4. Foque na sua experiência. Evite se comparar com os outros
  5. Tenha técnicas de estudo para armazenar melhor as informações na memória
  6. Estude através de três formas: lei seca, doutrina e questões de provas anteriores
  7. Pratique com questões da banca escolhida para organizar o seu concurso
  8. Divida o seu tempo de prova por questão
  9. Fique atento a assuntos que estão em discussão no dia a dia, como Impeachment e passaporte de vacinação: eles podem virar tema de prova

O conteúdo de Direito Constitucional costuma ter algumas diferenças a depender do nível exigido para o cargo.

Principais assuntos de Direito Constitucional na área Administrativa

Na hora de decidir como estudar para carreiras administrativas que têm como requisito o ensino médio completo, o professor André Ravani aconselha dar atenção especial a temas como:

  • Fundamentos, objetivos fundamentais e princípios da República Federativa do Brasil (artigos 1 a 4 da Constituição)
  • Diferença entre direito e garantia (artigo 5 da Constituição)
  • Direitos sociais em geral
  • Direitos Sociais do Trabalhador
  • Nacionalidade
  • Direitos políticos

Já para nível superior, ele acrescenta assuntos que incluem Competências e Processo Legislativo e o Controle Fiscal exercido pelo Poder Legislativo.

Começar é sempre a parte mais difícil, mas o tempo e a prática ajudam bastante a pegar o ritmo da matéria. Para quem está no início da preparação, o professor dá as seguintes dicas:

  • Não se culpe por achar, em algum momento, que demorou a começar a estudar
  • Não seja tão exigente consigo mesmo. Aos poucos, você vai entender o conteúdo
  • Estudar para concurso é uma maratona. Mantenha a constância
  • Comece os seus estudos com um bom planejamento: escolha um concurso para ter como foco e veja quais são os conteúdos mais cobrados
  • Aprenda técnicas de estudo
  • Tenha um horário bem dividido. Não deixe de ter momentos de lazer, descansar a cabeça também é importante
  • Treine com atenção, vontade e foco. Lá na frente, seu esforço será recompensado

Direito Administrativo para concursos da área Administrativa

O Direito Administrativo também é uma matéria que não pode faltar nos concursos da área. Junto com Constitucional, são as matérias de Direito que mais aparecem em concursos.

Na área Administrativa, segundo o professor Igor Daltro, o conteúdo de uma prova para a outra não costuma variar muito, de forma que diversos assuntos aprendidos serão reaproveitados.

No entanto, os futuros servidores que farão concurso para mais de um órgão devem ficar atentos ao estatuto, já que esse sim varia.

É o regime jurídico aplicado aos servidores daquele determinado local, uma espécie de CLT aplicada ao serviço público.

É fato que os estudos, no geral, podem sim ser aproveitados, mas as devidas adaptações devem ser feitas para cada edital. Nesse sentido, a dica do professor é fazer diversas provas, mas focar os estudos em um concurso específico.

Por exemplo, para ele que tem 1,84m de altura, passar quatro horas ou mais sentado em uma cadeira fazendo uma prova não é fácil. Portanto, acostumar o corpo a um período tão exaustivo também faz parte da sua preparação.

Principais assuntos de Direito Administrativo na área Administrativa

Se o seu tempo para estudar for muito extenso, pode valer a pena passar o olho nos outros estatutos de outros órgãos para garantir algumas questões.

Mas, no geral, foque os estudos no regime jurídico do local para o qual você quer passar.

Além do mais, Estatuto e Licitações correspondem a entre 35 a 40% das questões de Direito Administrativo das provas, seguidos por Atos Administrativos e Improbidade Administrativa.

Diferentemente de Direito Constitucional, em que o futuro servidor tem a Constituição Federal como fonte de estudos, as matérias de Administrativo não estão concentradas em um único lugar.

Segundo Igor Daltro, mais que “decoreba”, é uma matéria que depende de leitura e interpretação, envolvendo muita jurisprudência, embora caia em menos peso nessa parte para nível médio.

A dica do professor é tentar encaixar a disciplina a problemas do dia a dia, para entender melhor o assunto. Isso porque você verá de forma aquilo. Em resumo, se imaginar na situação pode facilitar o aprendizado.

Agora que você já sabe como estudar para concursos da área administrativa, comece sua preparação!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *