fbpx

O que faz um analista da Receita Federal?

A autorização para o novo concurso da Receita Federal fez com que muitos futuros servidores se perguntassem: o que faz um analista da Receita?

Só para o cargo, foram autorizadas 469 vagas. A remuneração é de R$12.142,39 e o único requisito é o ensino superior em qualquer área.

Confira abaixo tudo que você precisa saber sobre o cargo de analista da Receita Federal!

analista da receita

Você já pensou em se tornar um analista da Receita? Um novo concurso para o cargo está autorizado (Foto: Freepik)

Concurso analista da Receita Federal

Um novo concurso para a Receita Federal está autorizado, com 699 vagas de analistas e auditores. As carreiras exigem o nível superior e têm ganhos de até R$21.487,09.

As oportunidades estão distribuídas entre 230 para auditor e 469 para analista. As remunerações são de R$21.487,09 e de R$12.142,39, respectivamente.

Edital de analista da Receita Federal

O Ministério da Economia também concedeu aval para um pedido importante feito pela Receita Federal: a redução do prazo entre edital e provas, que será de dois meses.

Essa redução já foi concedida em outros concursos federais, como da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Controladoria-Geral da União.

A Receita Federal também poderá chamar excedentes em caso de autorização do Ministério da Economia. Seguindo o Decreto 9.739 de 2019, o órgão poderá solicitar e receber aval para preencher 25% das vagas imediatas.

Isso significa que a Receita Federal poderá, em caso de aval, convocar mais 174 aprovados sendo 57 auditores e 117 analistas, totalizando 873 contratações. O governo também poderá convocar mais aprovados em caso de despacho presidencial.

A previsão é de que o provimento das vagas aconteça em março de 2023.

O que faz um analista da receita federal?

Essa é a pergunta que não quer calar já que a maior parte dos futuros servidores interessados na área fiscal conhecem o cargo de auditor fiscal, mas não o de analista fiscal.

Segundo a lei 10.593/02, as funções do cargo são:

  • Atividades de natureza técnica, acessórias ou preparatórias ao exercício das atribuições privativas dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil
  • Exame de matérias e processos administrativos
  • Demais atividades inerentes às competências da Secretaria da Receita Federal do Brasil

Ao analista tributário da Receita Federal cabem as funções de natureza técnica, acessória ou preparatória às atividades do auditor. Além disso, também atua no exame de matérias e processos administrativos.

Saiba a diferença entre os cargos de auditor e analista da Receita Federal

Quanto ganha um analista da Receita Federal?

O analista da Receita Federal recebe R$12.142,39, enquanto o auditor ganha R$21.487,09. Todos os selecionados serão contratados pelo regime estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia.

Quem pode ser analista da Receita Federal?

O único requisito para o cargo, assim como para auditor, é ter o ensino superior completo em qualquer área. Este diploma precisa ser de instituição devidamente registrada e reconhecida no Ministério da Educação (MEC).

O que cai na prova de analista da Receita Federal?

Para analista, as últimas provas foram em 2012, com 700 vagas ao todo. Nesse sentido, a primeira etapa foram as provas objetivas de conhecimentos gerais e específicos.

Em seguida, para os aprovados nela, a prova dissertativa. Por fim, o curso de formação.

As matérias cobradas em Conhecimentos Gerais foram:

  • Língua Portuguesa
  • Espanhol ou Inglês
  • Raciocínio Lógico Quantitativo
  • Direito Constitucional e Administrativo
  • Administração Geral

Além disso, em Conhecimentos Específicos:

  • Direito Tributário
  • Contabilidade Geral
  • Legislação Tributária e Aduaneira

Segundo o edital, o tema da prova dissertativa poderia versar sobre as seguintes disciplinas:

  • Direito Constitucional e Administrativo
  • Administração Geral
  • Direito Tributário
  • Legislação Tributária e Aduaneira

Para o cargo de auditor, foram cobradas as seguintes matérias na parte de Conhecimentos Gerais:

  • Português
  • Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol)
  • Raciocínio Lógico Quantitativo
  • Administração Geral e Pública
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo

Além disso, na parte de Conhecimentos Específicos foram cobradas:

  • Direito Tributário
  • Auditoria
  • Contabilidade Geral e Avançada
  • Legislação Tributária
  • Comércio Internacional e Legislação Aduaneira

A discursiva teve duas questões, referentes a Direito Tributário e Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

Nesse caso, a seleção aconteceu em 2014. A organizadora foi a Escola de Administração Fazendária (ESAF). Apesar disso, ela não é mais a responsável pelos concursos da Receita desde 2018.

Você ainda tem alguma dúvida sobre o que faz o analista da Receita? Deixa pra gente nos comentários!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *